Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

A luz de Gisele

Aos 40, a supermodelo brasileira que se tornou um dos rostos mais conhecidos do mundo se dedica à preservação da natureza e a projetos sociais

Alice Ferraz, O Estado de S.Paulo

03 de janeiro de 2021 | 05h00

Gisele Bündchen é um nome que dispensa apresentações. Dona de uma beleza solar e iluminada, a modelo nascida na cidade de Horizontina, Rio Grande do Sul, trilhou uma carreira estelar no mundo da moda mundial. Casada com o jogador de futebol americano e supercampeão Tom Brady e mãe de dois filhos, Benjamin e Vivian, Gisele, que vive nos Estados Unidos com a família, é amante da natureza, adepta da meditação e usa sua voz e influência para atuar em causas sociais.

Em 2020, Gisele celebrou seu aniversário de 40 anos plantando 40 mil árvores, uma ação que a brasileira levou às suas redes sociais convidando quem quisesse lhe presentear para contribuir com o reflorestamento também. Além disso, para apoiar famílias brasileiras que passam por dificuldades em consequência da pandemia, Bündchen lançou, em parceria com a BrazilFoundation, o Fundo Luz Alliance, que apoia diferentes organizações na doação de cestas básicas, kits de higiene ou distribuição de refeições.

Gisele esteve no Brasil no mês passado para fotografar para a Vivara, marca de joias que tem a modelo como rosto de suas campanhas há mais de 10 anos, e falou com exclusividade para a coluna sobre como foi retornar ao Brasil após meses sem poder visitar a família e os amigos no País. “Desta vez, o que foi diferente foi a falta daqueles abraços. Eu queria sair abraçando todo mundo, mas minha irmã me chamava a atenção. Foi um pouco estranho, mas confesso que distribuí um ou outro abraço, mesmo assim.”

Para Bündchen, o período da quarentena está sendo um momento de fazer atividades que possam trazer crescimento pessoal e buscar formas para se manter inspirada. “Busquei fazer coisas que me fizessem sentir bem. Levantei-me ainda mais cedo do que o habitual, antes de o sol nascer, para meditar ou fazer exercícios de respiração. Isso ajudou a me centrar e a estar mais presente e disposta durante o dia. Após dar o café da manhã para as crianças, procurei me exercitar ao menos uma hora por dia. O importante é colocar o corpo em movimento. Depois que operei o ombro, tive que ficar um tempo mais parada, mas o lado positivo é que tive mais tempo para ler”, diz. O tempo com os filhos também foi muito valorizado pela brasileira. “Apesar de o homeschooling não ser algo fácil nem para pais nem para os meus filhos, poder estar mais perto das crianças neste período foi um presente. Elas crescem tão rápido! Claro que também pode ser bastante cansativo, mas, para mim, essa proximidade foi muito importante.”

Sobre como manter o equilíbrio durante a pandemia, Gisele deixa sua dica: “Acho muito importante termos um tempinho todos os dias para nutrirmos a nós mesmos, seja nos exercitando, meditando ou consumindo conteúdos positivos que nos inspirem. Pois cuidar da nossa mente, do nosso corpo e do nosso espírito, ajuda muito deixar nossa energia elevada”. Filosofia que a modelo segue à risca em suas redes sociais. Um passeio rápido pelo feed do Instagram de Bündchen nos leva a uma imersão no estilo de vida saudável da modelo, com amor ao próximo e respeito à natureza, valores que se tornaram ainda mais importantes em um mundo fragilizado pela pandemia.

Tudo o que sabemos sobre:
modaGisele Bündchen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.