João Bertholini
João Bertholini

A estilista queer Isaac Silva, um dos nomes mais promissores da nova safra da moda

Sucesso no mercado, ela cria projeto para capacitar pessoas de um grupo que não está inserido no mercado de trabalho

Alice Ferraz, Moda

25 de junho de 2022 | 06h00

No domingo, um público de mais de quatro milhões se reuniu na 26.ª edição da Parada LGBTQIA+ de São Paulo, consagrando-se como a maior entre todas as manifestações que acontecem no mundo. 

A mensagem da manifestação é representatividade, respeito e inclusão. Segundo estudo recente do IBGE, 2,9 milhões de pessoas com mais de 18 anos no País se declaram homossexuais ou bissexuais – o relatório não cita a população trans. 

Quando essa parcela da população encontra seu lugar no mercado, traz consigo um novo ponto de vista que provoca mudanças e movimenta a economia. Um exemplo de profissional que age como catalisadora da transformação é a estilista e empreendedora baiana Isaac Silva, fundadora de marca que leva seu nome. 

Isaac se identifica como queer, um termo inglês que define quem não se entende alinhado com as definições existentes de gênero e sexualidade. São pessoas que se encontram em sua forma própria, autêntica e pessoal, fora das classificações convencionais. E é isso que Isaac traz em sua criação. 

Com roupas sem gênero, feitas em tamanhos que vestem vários tipos de corpos e um olhar estético que valoriza o Brasil e nossas raízes, Isaac Silva lançou sua marca em 2015. Após passar alguns anos criando para um nicho específico durante a pandemia, junto a uma série de acontecimentos globais, viu sua marca ser alavancada por mudanças de comportamento que fizeram o mercado estar mais aberto a lhe dar espaço. 

E assim, como ela mesma diz, furou a bolha. Hoje, seu nome figura entre os mais quentes da nova safra de criadores brasileiros, quando o assunto é projeção nacional e capilaridade. 

A VIRADA. A grande virada aconteceu em 2021, quando a estilista assinou duas coleções em parceria com a Havaianas. As peças foram hit de vendas no Brasil e em países da Europa e a coleção segue sendo produzida. Outra parceria de peso, lançada em maio deste ano, foi a coleção-cápsula assinada por Isaac Silva para a Vista Magalu, a marca de moda da gigante varejista Magazine Luiza. 

Nas roupas, Isaac manteve sua essência, resultado de uma sinergia entre as marcas. Mas, com a Magalu, ganha um propulsor para disseminar ainda mais sua moda por todo o Brasil. No total, são 20 produtos diferentes com tamanhos do PP ao G4. 

Quando começou sua carreira na moda, Isaac encontrou grandes barreiras, ela conta que criou sua marca após perceber que, na época, o mercado não estava pronto para absorvê-la como profissional em sua forma única de criar e de se apresentar ao mundo. Esse jeito único de Isaac, agora compreendido, vai ajudar os membros da comunidade LGBT. 

Um dos projetos da estilista é capacitar pessoas que não estão inseridas no mercado para que elas possam integrar sua linha de produção. Com o crescimento e a perspectiva de duas novas lojas a caminho, uma no Rio e outra em Salvador, Isaac quer reafirmar a força de trabalho desse grupo. 

Um dos nomes mais quentes da São Paulo Fashion Week traz mensagens e histórias em suas roupas. Um de seus maiores hits é a linha de peças estampadas com a frase Acredite No Seu Axé, um mote poderoso que evoca sentimentos de autovalorização com raízes na cultura afro-brasileira. 

Em sua nova coleção, apresentada na última edição do evento, a estilista homenageou um ícone da noite paulistana: a drag queen Márcia Pantera, que desfilou e transformou a passarela do evento de moda mais importante do País em sua própria Parada do Orgulho LGBT. 

Tudo o que sabemos sobre:
Isaac Silvamoda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.