Divulgação
Divulgação

Três festivais literários movimentam São Paulo

Autores brasileiros e estrangeiros se revezam pelos mais diversos espaços da cidade durante o Emil, Flink Sampa e a Balada Literária

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2015 | 22h53

Três festivais gratuitos prometem movimentar São Paulo nas próximas semanas e vão dar trabalho aos fãs de literatura – difícil vai ser escolher o que ver e aonde ir. Estarão por aqui autores como o nigeriano Wole Soyinka, Nobel de 1986, a portuguesa Teolinda Gersão, o mexicano Julián Herbert, o argentino Rodrigo Fresán e os brasileiros Milton Hatoum, Rubens Figueiredo, Pedro Bandeira, Ruth Rocha, Mauricio de Sousa, Cristovão Tezza e muitos outros.

O primeiro dos eventos será o Encontro Mundial de Invenção Literária (Emil), que, em sua edição de estreia, entre os dias 12 e 15, vai levar autores a 32 lugares – do CEU Cidade Dutra ao Shopping JK, passando por bibliotecas, museus, teatros e livrarias. A organização é da Academia Paulista de Letras, Câmara Brasileira do Livro e Associação Nacional de Livrarias e tem o apoio da Prefeitura de São Paulo.

Um aspecto interessante do Emil, além do fato de ser um festival descentralizado, é a distribuição, por parte da Secretaria Municipal de Educação, de cerca de 80 mil vales de R$ 50 para os profissionais da rede gastarem em livrarias da cidade.

Entre os destaques da programação, o encontro entre Milton Hatoum e Rubens Figueiredo, no sábado, às 19 h, na Livraria Cultura do Market Place, e a conversa entre Bernardo Kucinski e Marcelo Rubens Paiva, também no sábado, às 16h30, na Biblioteca São Paulo. Participam, ainda, Lourenço Mutarelli, Chacal, Silviano Santiago, Marçal Aquino, Ferréz, Raimundo Carrero, Ronaldo Bressane, Fausto Fawcett, José Luis Peixoto, entre outros.

O evento aproveitou a vinda de Wole Soyinka e o incluiu na programação. O Nobel fala no sábado, às 16 h, no Memorial da América Latina – palco do Flink Sampa (13 e 14), que, nesta edição, presta homenagem a Martinho da Vila. Os angolanos Pepetela e Lopito Feijó, os brasileiros Nei Lopes e Paulo Lins e a cubana Teresa Cárdenas são alguns dos convidados do evento que contará com feiras, atrações musicais, etc.

Encerrando a maratona, a tradicional Balada Literária, organizada por Marcelino Freire, homenageia a cineasta Suzana Amaral. Com eventos espalhados pela cidade, ela recebe, de 18 a 22, Baby do Brasil, Lourenço Mutarelli, Jards Macalé, Conceição Evaristo, Glauco Mattoso, Ignácio de Loyola Brandão, Humberto Werneck, Ivan Ângelo, Paula Fábrio e outros.

AGENDA

12 a 15/11 - 1º Encontro Mundial da Invenção Literária

13 e 14/11 - 3ª Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra

18 a 22/11 - 10ª Balada Literária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.