Milton Hatoum. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO
Milton Hatoum. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

Tarrafa Literária leva a Santos 22 escritores, mesmo com orçamento reduzido pela metade

Em sua sétima edição, evento literário reúne nomes como Milton Hatoum, Nelson Motta, Ana Miranda e Gonçalo Tavares

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

23 de setembro de 2015 | 04h00

Com metade do orçamento de 2014, começa nesta quarta-feira, 23, em Santos, a sétima edição da Tarrafa Literária, evento anual que reúne escritores e o público na cidade litorânea. No ano passado, foram R$ 400 mil levantados para o evento (via Lei Rouanet e parcerias), e este ano a organização informa que foram R$ 200 mil.

Entre os nomes confirmados nesta edição estão Gonçalo Tavares, Bernardo Carvalho, João Carrascoza e o colunista do Estado Milton Hatoum. O festival vai até o próximo domingo, dia 27, e os encontros são realizados no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Santos), patrimônio cultural da cidade. Os eventos têm entrada gratuita.

A abertura fica por conta de Estrela Leminski e Téo Ruiz, que apresentam o projeto Leminskanções, com composições do poeta Paulo Leminski (1944-1989), no Sesc Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136), nesta quarta-feira, às 19h.

Em uma das mesas da programação, Nelson Motta, autor de Vale Tudo – O Som e a Fúria de Tim Maia, e o repórter do Caderno 2 Julio Maria, que lançou recentemente Nada Será Como Antes, sobre Elis Regina, vão discutir a situação da produção de biografias no País – em junho, o STF julgou inconstitucionais os artigos do Código Civil que previam autorização prévia para publicação de obras do gênero no Brasil. O projeto de Lei que regulamenta a questão ainda tramita no Congresso. O encontro ocorre sexta, 25, às 19h.

No sábado, às 15h, Ana Miranda – autora de Semíramis, lançado em 2014 pela Companhia das Letras, romance baseado na vida de José de Alencar (1829-1877) – e José Castello, também romancista e jornalista com extensa produção sobre livros e escritores, conversam sobre a relação entre realidade e ficção nos seus escritos. Um pouco mais tarde, às 19h, se reúnem Bernardo Carvalho e Gonçalo Tavares.

Jorge Caldeira – jornalista e escritor que recentemente lançou Júlio Mesquita e Seu Tempo, biografia de um dos ex-diretores do Estado – e Clóvis Bulcão, historiador que publicou um livro sobre a saga da família Guinle (Os Guinle – A História de uma Dinastia), dividem uma mesa com o escritor Humberto Werneck para debater a formação do Brasil, no domingo, às 17h.

Para encerrar o evento, Milton Hatoum e a dupla de quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá se reúnem com o jornalista Matthew Shirts para conversar sobre a recente adaptação do romance Dois Irmãos para os quadrinhos, lançado recentemente, também no domingo, às 19h.

Dois dos autores que também participam da programação da Tarrafa Literária em Santos sobem a serra e estarão em São Paulo no fim de semana para dois eventos. O português Afonso Cruz participa, na sexta-feira, 25, no Quintal Amendola (é necessário fazer inscrição pelo site do espaço para participar do evento), às 20h, de um bate papo sobre criação literária. O galego Miguelanxo Prado estará na Gibiteca (Praça Benedito Calixto, 158), no domingo, 27, às 12h, lançando seu recente HQ Ardalén.

Mais conteúdo sobre:
Tarrafa LiteráriaLiteratura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.