Divulgação
Divulgação

Tarrafa Literária chega à sexta edição e traz Tom Perrotta

Escritor da série e do romance 'The Leftlovers' vem ao Brasil pela primeira vez; festival em Santos começa nesta sexta

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

25 Setembro 2014 | 17h57

Jennifer Lopez, Vladimir Putin e o papa somem de repente no livro mais recente de Tom Perrotta, The Leftlovers, mais recentemente ainda adaptado para uma série de sucesso da HBO. É também sobre isso que o americano de New Jersey vai falar como convidado da sexta edição do Tarrafa Literária, festival das letras realizado desde 2009 em Santos, no litoral paulista. Além de Perrotta, estão na programação os escritores argentinos Alan Pauls e Carlos Maria Domínguez, o português Rui Zink e os brasileiros Ignácio de Loyola Brandão, Cristovão Tezza, Lira Neto – e muitos outros.

O festival se estende pelo fim de semana (sexta, sábado e domingo, de 26 a 28) em Santos e também chega à capital, no sábado (27) – a Livraria da Vila da Alameda Lorena recebe os convidados argentinos e o americano para bate-papos a partir das 11 horas (veja programação abaixo).

Já instalado em Santos e pela primeira vez no Brasil, Perrotta falou ao Estado por telefone na tarde desta quinta-feira. “Espero que essas viagens me ajudem a pensar de jeito diferente. É um país cuja cultura sempre me interessou, estou muito feliz de estar aqui”, comentou ainda.

Seu romance, The Leftlovers, saiu por aqui pela Intrínseca primeiro, em 2012, como Os Deixados para Trás, e agora em nova edição se chama The Leftlovers mesmo – a tradução continua de Rubens Figueiredo.

A história trata do Arrebatamento – episódio no qual 2% da população simplesmente some do mapa. O evento, claro, deixa traumas nos que ficaram – os deixados para trás – e lembra também o apocalipse cristão.

“A diferença é que no arrebatamento cristão, todo mundo sabe o que está acontecendo. Os que ficaram têm outra chance ainda, mas, nessa história, ninguém sabe. Não parece fazer nenhum sentido”, compara. 

Perrotta diz ter pensado em uma metáfora para a perda. O 11 de setembro e o acidente de automóvel que levou seu pai. “Quando uma pessoa perde alguém assim repentinamente, o mundo muda um pouco, tudo começa a parecer muito frágil.”

Ele comenta que, de fato, usou um recurso da ficção científica – “essa espécie de gigantesco ‘e se...’” –, e então tentou escrevê-lo da maneira mais realista possível. “Acho que subverti um pouco essa convenção: partir de uma premissa maluca mas contar uma história comum”, ri.

A produção na TV de The Leftlovers teve Perrotta na linha de frente, ao lado de Damon Lindelof (o “cara” de Lost). A primeira temporada acabou nos EUA no início do mês, e ele já está pensando na segunda – deve sentar e começar a trabalhar ainda este ano.

Comparando à sua experiência anterior no cinema, como por exemplo no roteiro de Pecados Íntimos (Little Children), também baseado em um romance seu, Perrotta diz estar mais satisfeito com o trabalho na TV. “A conexão com o material vai além de apenas o roteiro, os escritores são muito envolvidos na produção, na escolha do elenco”, afirma. “O escritor é o rei”, brinca. “Eu amei trabalhar com Little Children, mas minha parte acabou no roteiro. Agora é diferente. Muitas vezes, houve muita pressão, porque uma vez que o projeto está em produção, não dá para parar”, compara. 

Tarrafa. De acordo com o organizador, o editor e livreiro José Luiz Tahan, a base do festival, voltada para a literatura, foi mantida. “Há uma evolução e maior maturidade de quem trabalha nos bastidores”, garante, ressaltando que esse tipo de evento, cada vez mais, tem que ser encarado como uma produção para o público. “Um festival de literatura, assim como grandes espetáculos de outras artes, é uma maneira de radicalizar e fazer algo que desperte a atenção do leitor”, afirma.

Programação Tarrafa Literária 2014

26.09 | 14h00

Sexta-feira

Mesa 1 - “Livros que habitam livros”

Carlos María Domínguez e Ignácio de Loyola Brandão

Teatro Guarany

26.09 | 16h00

Sexta-feira

Mesa 2 - “Literatura: modo de usar”

Cristovão Tezza e Evandro Affonso Ferreira

Teatro Guarany

26.09 | 18h00 Sexta-feira

Mesa 3 - “Canções sobre papel”

Ruy Castro e Zuza Homem de Mello

Teatro Guarany

26.09 | 20h00

Sexta-feira

Mesa 4 - “Memórias de subsolos”

Mauro Ventura e Antonio Altarriba

Teatro Guarany

27.09 | 14h00 Sábado

Mesa 5 - “Quando o crime compensa?”

Raphael Montes e Marçal Aquino

Teatro Guarany

27.09 | 16h00 Sábado

Mesa 6 - “A vida dos outros”

Lira Neto e Mário Magalhães

Teatro Guarany

27.09 | 18h00 Sábado

Mesa 7 - “Bola de papel”

Rui Zink e Marcelo Backes

Teatro Guarany

27.09 | 20h00 Sábado

Mesa 8 - “Livros em cartaz”

Tom Perrotta

Teatro Guarany

28.09 | 14h00 Domingo

Mesa 9 - “A morte nos búzios”

PJ Pereira e Reginaldo Prandi

Teatro Guarany

28.09 | 16h00 Domingo

Mesa 10 - “A vida não basta”

Affonso Romano de Sant’Anna e Alice Ruiz

Teatro Guarany

28.09 | 18h00 Domingo

Mesa 11 - “Crimes e castigos”

Caco Barcellos e Ivan Sant’Anna

Teatro Guarany

28.09 | 20h00 Domingo

Mesa 12 - “Vista pro mar”

Alan Pauls e Amyr Klink

Teatro Guarany

Em São Paulo, no sábado, 27/9, na Livraria da Vila (Alameda Lorena, 1731):

11h – Tom Perrotta

Mediação: Rodrigo Simonsen

12h30 – Carlos María Domínguez

Mediação: Joca Reiners Terron

16h30 – Alan Pauls

Mediação: Mona Dorf

TARRAFA LITERÁRIA

Data: 26 a 28 de setembro, a partir das 14h.

Local: Teatro Guarany - Praça dos Andradas, 10 - Centro, Santos - SP.

Entrada: Gratuita (os ingressos devem ser retirados com 30 minutos de antecedência na portaria do Teatro Guarany).

Mais informações: (13) 3289-4935

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.