DENISE ANDRADE/ESTADAO
DENISE ANDRADE/ESTADAO

Sucesso da comédia 'Meu Passado Me Condena' chega também em livro

Obra traz histórias inéditas, além de diálogos da dupla no teatro e tweets trocados pelos atores

Ubiratan Brasil , O Estado de S. Paulo

30 de junho de 2015 | 04h00

Depois do sucesso no cinema, na TV e no teatro, só faltava um meio para Meu Passado Me Condena continuar sua carreira positiva: a literatura. Não mais – a editora Paralela, uma divisão do grupo da Companhia das Letras, lança agora um livro com histórias inéditas dos personagens de Fábio Porchat e Miá Mello, escritas por Tati Bernardi.

Trata-se de uma coleção de capítulos curtos, escrita enxuta e direta, recursos para contar as desventuras amorosas de uma geração conectada e sempre disposta a enfrentar os dissabores com bom humor. O tom já se revela no primeiro texto, O Intelectual Esmaga Bolas, sobre a dificuldade da garota em se relacionar com CDF metido a intelectual e narcisista. A frase final é definitiva sobre o erro da escolha: “Achei que era amor e só era amadorismo”.

A edição reúne também diálogos dos melhores momentos de Porchat e Miá no teatro, além de tweets postados pelos atores e uma lista com dicas do que um homem não deve fazer quando o assunto é sexo. 

A escrita de Tati Bernardi tem o ritmo de uma conversa animada, o que provoca conexão instantânea com o leitor, que se diverte com um insólito livro de autoajuda que, muitas vezes, pouco ou nada ajuda, mas diverte muito. É como acertadamente diz Gregorio Duvivier, quando discorda de que Tati seja a voz de uma geração – “não há ninguém no mundo tão patologicamente franco nem francamente engraçado. Ela é uma só. Não aceite imitações: Tati é a voz de uma geração composta unicamente por ela mesma”.

E o livro consegue ter vida independente das versões animadas, pois oferece a voz da consciência dos personagens, algo que nenhuma locução em off consegue resolver, pois o ritmo das frases é determinado pelo leitor.

MEU PASSADO ME CONDENA

Autora: Tati Bernardi

Editora: Paralela (120 págs., R$ 24,90) 

Mais conteúdo sobre:
Tati BernardiFábio Porchat

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.