MARCOS ARCOVERDE/ESTADÃO
MARCOS ARCOVERDE/ESTADÃO

Roberto Feith deixa a diretoria da editora Objetiva

Editor assumirá as funções de consultor, editor especial e representante institucional

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

25 Março 2015 | 14h35

(Atualizada às 16h55) O editor Roberto Feith não é mais o diretor-geral da editora Objetiva. O anúncio foi feito por meio de uma nota, nesta quarta-feira, 25, que diz que o profissional “decidiu deixar o dia a dia da gestão da Editora Objetiva a partir de abril”. De acordo com a nota, Feith assumirá as funções de consultor, editor especial e representante na esfera institucional da Objetiva e Companhia das Letras.

Ao Estado, por e-mail, Feith comentou a decisão. “Estou dedicando o dia a conversar com os nossos autores para explicar que nada fundamental muda com a minha saída do dia a dia da editora; continuam o funcionar os selos, com as suas identidades e equipes editoriais”, escreveu. O editor também revelou outra vontade: voltar ao jornalismo. “Seja contribuindo para uma publicação, fazendo entrevistas ou até produzindo alguma coisa para a TV”, explicou. “A ideia é tirar um pouco o pé do acelerador, mas continuar a fazer aquilo que mais gosto: editar livros e jornalismo.”

Ele deve se envolver mais em projetos relacionados à não ficção, gênero com o qual se identifica. O editor lamentou não poder responder, por questões de horário, a outras questões, como se outra pessoa o substituirá ou o que a fusão com a Companhia das Letras, há um ano, influenciou na decisão. 

Ex-correspondente da TV Globo na Europa e ex-editor chefe do Globo Repórter, Feith comprou em 1991 60% da então pequena editora Objetiva, e em 24 anos de trabalho a transformou em uma das maiores do País. Em 2005, 76% da editora foi vendida ao grupo espanhol Santillana, e em 2014, a Penguin Random House (que detém 45% da Companhia) adquiriu selos de interesse geral da Santillana, inclusive os brasileiros.

Leia abaixo a íntegra da nota emitida pelas editoras:

"Os Conselhos de Administração das Editoras Objetiva e Companhia das Letras informam que o editor Roberto Feith, após ter desenvolvido uma das mais importantes editoras brasileiras, referência em qualidade editorial e sucesso empresarial, decidiu deixar o dia a dia da gestão da Editora Objetiva a partir de abril. Roberto assumirá as funções de Consultor da Diretoria, Editor Especial e representante na esfera institucional da Objetiva e Companhia das Letras. Além do catálogo excepcional, Roberto montou uma equipe de notável talento e profissionalismo, que dará uma contribuição decisiva para a evolução do Grupo Companhia das Letras daqui para a frente."

Mais conteúdo sobre:
Mercado editorialRoberto Feith

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.