Foto de Gabriel García Márquez no dia 6 de março de 2014, na Cidade do México. Foto: AP Photo/Eduardo Verdugo, File
Foto de Gabriel García Márquez no dia 6 de março de 2014, na Cidade do México. Foto: AP Photo/Eduardo Verdugo, File

Cinzas de Gabriel García Márquez descansarão na Colômbia

As cinzas do escritor chegarão do México em 12 de dezembro e serão depositadas na praça Central del Claustro de la Merced

Reuters

12 de agosto de 2015 | 10h57

Os restos mortais do escritor colombiano Gabriel García Márquez descansarão, a partir de dezembro, em uma pequena praça na sede de um conselho universitário da cidade de Cartagena, por decisão de sua família, informou nesta quarta-feira, 12, um funcionário do governo.

O ganhador do prêmio Nobel de Literatura em 1982 morreu em abril do ano passado na Cidade do México, aos 87 anos, e desde então várias cidades esperavam receber as cinzas daquele que fora o colombiano mais famoso do mundo, autor de obras como Cem Anos de Solidão, Ninguém Escreve ao Coronel e O Veneno da Madrugada.

“É um verdadeiro prazer e honra que a família de um dos personagens mais ilustres da história de nosso país tenha escolhido Cartagena para suas cinzas repousem eternamente”, disse o governador do Departamento de Bolívar, Juan Carlos Gossaín, a jornalistas.

“Isso vai impulsionar a cidade como destino turístico. Com certeza muitos turistas que nos visitem ocasionalmente e nos diferentes eventos que se realizam na cidade vão querer passar e prestar tributo a Gabo”, acrescentou.

A artista britânica Katie Murray esculpirá um busto em bronze do escritor, que acompanhará a cúpula em que repousarão os restos, detalhou Gossaín.

Depois de sua morte na Cidade do México, onde viveu por muitos anos, a família de García Márquez decidiu cremar seu corpo.

As cinzas do escritor chegarão do México em 12 de dezembro e serão depositadas na praça Central del Claustro de la Merced, onde funciona a sede administrativa da Universidade de Cartagena. O local fica muito perto da casa em que o prêmio Nobel morou, que será convertida em museu.

Tudo o que sabemos sobre:
Gabriel Garcia Marquez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.