Relembre as obras publicadas por Manoel de Barros

1937 - Poemas Concebidos Sem Pecado

O Estado de S. Paulo

13 de novembro de 2014 | 11h18

1942 - Face Imóvel

1947 - Poesias

1960 - Compêndio Para Uso dos Pássaros

1966 - Gramática Expositiva do Chão

1970 - Matéria de Poesia

1980 - Arranjos para Assobio

1985 - Livro de Pré-Coisas

1989 - O Guardador das Águas

1991 - Concerto a Céu Aberto para Solos de Aves

1993 - O Livro das Ignorãças

1996 - Livro Sobre Nada

1998 - Retrato do Artista Quando Coisa

1999 - Exercícios de Ser Criança (Infantil)

2000 - Ensaios Fotográficos

2001 - O Fazedor de Amanhecer (Infantil)

2001 - Tratado Geral das Grandezas Do Ínfimo

2003 - Cantigas Por Um Passarinho À Toa (Infantil)

2004 - Poemas Rupestres

2007 - Poeminha em Língua de Brincar (Infantil)

2010 - Menino do Mato

2010 - Poesia Completa

2011 - Escritos em Verbal de Ave

2013 - A Turma

Tudo o que sabemos sobre:
Manoel de Barrosliteratura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.