O Estado de S. Paulo
O Estado de S. Paulo

Qual escritor brasileiro merecia um Prêmio Nobel de Literatura?

O Prêmio Nobel de Literatura anuncia os vencedores de 2018 e 2019 na quinta-feira, 10; vote na enquete

Redação, O Estado de S. Paulo

07 de outubro de 2019 | 07h00

Depois de um ano conturbado para a Academia Sueca, com acusações de assédio sexual e de fraude, e que resultou em um 2018 sem Prêmio Nobel de Literatura, a instituição anuncia na quinta-feira, 10, de uma só vez, os vencedores de 2018 e 2019.

Criado em 1901, o Nobel nunca premiou um escritor brasileiro. E também deixou de fora de sua história grandes autores como Tolstói, Proust, Virginia Woolf e Philip Roth.

Pensando nos grandes autores brasileiros, quem você acha que merecia ter ganhado o Prêmio Nobel de Literatura, ou que merece ganhar? 

Machado de Assis, autor de Dom Casmurro e de tantas outras obras que se tornaram clássicas, ou Clarice Lispector, sucesso de crítica e de público? O ‘moderno’ Mário de Andrade ou o ‘eterno’ Carlos Drummond de Andrade? Dos contemporâneos, Lygia Fagundes Telles, Dalton Trevisan, Raduan Nassar ou Chico Buarque, o mais recente Prêmio Camões?

Se o escritor que você considera injustiçado não estiver na lista (abaixo relembramos suas principais obras), deixe o nome dele nos comentários.

Machado de Assis (1839-1908)

Membro da Academia Brasileira de Letras, autor de Dom Casmurro, Memórias Póstumas de Brás Cubas, O Alienista e muitas outras

Euclides da Cunha (1866-1909)

Cobriu a Guerra de Canudos para o 'Estado' e escreveu o primeiro clássico da não ficção brasileira: Os Sertões.

Mário de Andrade (1893-1945)

Autor de Macunaíma, Pauliceia Desvairada e Amar, Verbo Intransito

Cecília Meireles (1901-1964)

Autora de uma vasta obra, com títulos que vão de O Ramanceiro da Inconfidência a Ou Isto ou Aquilo

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

Autor de Sentimento do Mundo, A Rosa do Povo e Claro Enigma, entre tantos outros títulos

João Guimarães Rosa (1908-1967)

Sua obra-prima é Grande Sertão: Veredas

Rachel de Queiroz (1910-2003)

Autora de O Quinze, Três Marias e Memorial de Maria Moura

Jorge Amado (1912-2001)

Um dos nomes mais internacionais da lista, ele é autor de Gabriela Cravo e Canela, Capitães da Areia e Dona Flor e Seus Dois Maridos, entre outros livros 

Clarice Lispector (1920-1977)

Autora de A Paixão Segundo G. H. e A Hora da Estrela

João Cabral de Melo Neto (1920-1999)

Autor de Morte e Vida Severina e O Cão Sem Plumas

Ferreira Gullar (1930-2016)

Autor de Poema Sujo e Dentro da Noite Veloz

João Ubaldo Ribeiro (1941-2014)

Autor de Viva o Povo Brasileiro e A Casa dos Budas Ditosos

Lygia Fagundes Telles (1923)

Ela abre a lista dos escritores vivos que ainda teriam alguma chance no Nobel. É autora de As Meninas, Ciranda de Pedras e Antes do Baile Verde

Dalton Trevisan (1925)

Um dos mais reclusos brasileiros, ele é autor de O Vampiro de Curitiba e O Anão e a Ninfeta

Raduan Nassar (1935)

Também recluso, Raduan Nassar se retirou da literatura depois de Lavoura Arcaica e Um Copo de Cólera

Chico Buarque (1944)

O músico e compositor que tem se destacado em prêmios literários é autor de Benjamin, Budapeste e Leite Derramado

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.