Prêmios consagraram João Ubaldo Ribeiro como marco do romance moderno

Em 2008, escritor venceu o Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa

O Estado de S. Paulo

18 de julho de 2014 | 10h15

Reverenciado como cronista, João Ubaldo Ribeiro - que faleceu nesta sexta-feira, 18, no Rio - deixou uma não tão extensa porém significativa obra ficcional, também reconhecida e admirada. Sua produção lhe rendeu os prêmios mais relevantes de toda a língua portuguesa, inclusive, em 2008, o Prêmio Camões.

Um de seus livros mais conhecidos é, exatamente, um dos primeiros: Sargento Getúlio (1971) é um romance curto, com uma linguagem muito própria e que leva o personagem por uma saga no nordeste. Viva o Povo Brasileiro (1984), absoluto sucesso de público e crítica, é um imenso painel que passa por 400 anos de história do Brasil. Os dois livros lhe renderam prêmios Jabuti de Melhor Romance.

Veja uma lista da ABL com seus principais prêmios e distinções:

– Prêmio Golfinho de Ouro, do Estado do Rio de Janeiro, conferido, em 1971, pelo romance Sargento Getúlio;

– Dois prêmios Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, em 1972 e 1984, respectivamente para o Melhor Autor e Melhor Romance do Ano, pelo romances Sargento Getúlio e Viva o povo brasileiro;

– Prêmio Altamente Recomendável - Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil,1983, para Vida e Paixão de Pandonar, o Cruel ;

– Prêmio Anna Seghers, em 1996 (Mogúncia, Alemanha);

– Prêmio Die Blaue Brillenschlange (Zurique, Suíça);

– Detém a cátedra de Poetik Dozentur na Universidade de Tubigem, Alemanha (1996).

– Prêmio Lifetime Achievement Award, em 2006;

– Prêmio Camões, em 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.