Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Prêmio São Paulo de Literatura 2018 anuncia finalistas

Foram inscritos 157 romances nesta edição do prêmio que paga, para os três vencedores, no total, R$ 400 mil; na lista, há nomes como Miltom Hatoum, Evandro Affonso Ferreira e Micheliny Verunschk, já premiada em 2015 na categoria estreante

Redação, O Estado de S. Paulo

06 Setembro 2018 | 14h38

O Prêmio São Paulo de Literatura anunciou nesta quinta-feira, 6, os finalistas de sua 11.ª edição. Concorreram 157 romances publicados no Brasil em 2016. São três categorias. O autor do melhor romance do ano, para autores veteranos, ganha R$ 200 mil. Os ganhadores das categorias melhor romance de autor estreante com mais de 40 anos e melhor romance de autor estreante com menos de 40 anos levam R$ 100 mil cada um.

O júri da fase inicial foi composto por profissionais de diversas áreas ligadas à literatura. Foram eles: Andre de Leones, Camilla  Domingues, Denilson Cordeiro, Juliana Gomes, Cida Saldanha, Mariana Ianelli, Rafael Gallo, Ricardo Ramos Filho, Tiago Ferro Espilotro e Wilson Alves-Bezerra. O júri final, que escolherá os três vencedores, é composto por Jiro Takahashi, Julián Fuks, Moacir Amâncio, Neide Aparecida de Almeida e Ubiratan Brasil, editor do Caderno 2.

No conselho curador do Prêmio São Paulo deste ano estão Alcir Pecora, Isabel dos Santos Mayer, Jorge Saraiva Neto, Maria Fernanda Rodrigues, repórter e colunista do Caderno 2, e Rogério Pereira. A realização é da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Em 2017, a grande vencedora foi Maria Valéria Rezende, com Outros Cantos (Alfaguara). Franklin Carvalho (mais de 40), com Céus e Terra (Record), e Maurício de Almeida (menos de 40), com A Instrução da Noite (Rocco), também foram premiados.

Confira os finalistas do Prêmio São Paulo

Melhor livro de romance do ano 2017

Ana Paula Maia – Assim na terra como embaixo da terra (Record)

Carol Bensimon – O Clube dos jardineiros de fumaça (Cia das Letras)         

Evandro Affonso Ferreira - Nunca houve tanto fim como agora (Record)

Heloisa Seixas - Agora e na hora (Cia das Letras)

Joca Reiners Terron - Noite dentro da noite (Cia das Letras)

Leonardo Brasiliense - Roupas sujas (Cia das Letras)

Marcelo Mirisola - Como se me fumasse (34)

Márcia Barbieri – O Enterro do lobo branco (Patuá)

Micheliny Verunschk – O Peso do coração de um homem (Patuá)

Milton Hatoum – A Noite da espera (Cia das Letras)

 

Melhor livro do ano de romance - autor estreante com mais de 40 anos

Carlos Eduardo Pereira - Enquanto os dentes (Todavia)

Cinthia Kriemler - Todos os abismos convidam para um mergulho (Patuá)

Cristiano Baldi - Correr com rinocerontes (Não Editora)

Cristina Judar - Oito do sete (Reformatório)

Jose Roberto Walker - Neve na manhã de São Paulo (Cia das Letras)

Leonor Cione – O Estigma de L. (Quelônio)

 

Melhor livro do ano de romance – Autor estreante com menos de 40 anos  

Aline Bei - O Peso do pássaro morto (Nós)

José Almeida Júnior - Última hora (Record)

Mauro Paz - Entre lembrar e esquecer (Patuá)

Tiago Feijó - Diário da casa arruinada (Penalux)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.