Leonardo Soares/Estadão
Leonardo Soares/Estadão

Prêmio Portugal Telecom revela vencedores na noite desta segunda-feira

Concorrem poetas, romancistas e contistas/cronistas; vencedor ganha R$ 50 mil e ainda diputa o grande prêmio - de mais R$ 50 mil

O Estado de S. Paulo

08 Dezembro 2014 | 03h00

O Prêmio Portugal Telecom revela na noite desta segunda-feira, em cerimônia no Rio de Janeiro, os vencedores de sua 12.ª edição. São três as categorias, valendo R$ 50 mil para o primeiro colocado. 

Concorrem em poesia Guilherme Gontijo, com Brasa Enganosa (Patuá); Gastão Cruz, com Observação de Verão Seguido de Fogo (Móbile Editorial); Zuca Sardan, com Ximerix (Cosac Naify); e Ana Luísa Amaral, com Vozes (Iluminuras).

Entre os romancistas finalistas estão Carlos de Brito e Mello, com A Cidade, O Inquisidor e Os Ordinários (Companhia das Letras); Matteo Perdeu o Emprego (Foz), de Gonçalo M. Tavares; O Drible (Companhia das Letras), de Sérgio Rodrigues, e Opsanie Swiata (Cosac Naify), livro que já rendeu a Veronica Stigger o Prêmio São Paulo de Literatura.

Na categoria conto/crônica estão Luís Henrique Pellanda, com Asa de Sereia (Arquiélago); Everardo Norões, com Entre Moscas (Confraria do Verbo); Antonio Prata, com Nu, de Botas (Companhia das Letras); Alexandra Lucas Coelho, com Viva México (Tanta Tinta).

Os primeiros colocados das três categorias concorrem entre si ao grande prêmio e o vencedor leva mais R$ 50 mil.

No total, foram inscritas 489 obras de autores de língua portuguesa publicadas no Brasil em 2013 - 194 romances, 172 livros de poesia e 123 livros de contos e crônicas.

Mais conteúdo sobre:
Literatura Prêmio Portugal Telecom

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.