Prêmio Jabuti anuncia finalistas de 2014

Entre os dez finalistas de cada categoria estão Rubem Fonseca, Bernardo Carvalho, Adélia Prado e Renato Moriconi

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

23 Setembro 2014 | 16h26

Atualizada às 21h horas

Único prêmio dedicado a reconhecer as principais etapas de produção de um livro - do conteúdo à capa, da tradução ao projeto gráfico - e os mais diversos gêneros - da matemática à poesia -, o Jabuti anunciou ontem os 10 finalistas de suas 27 categorias. A professora e pesquisadora Marisa Lajolo, que já fez parte do júri da premiação algumas vezes, assumiu este ano a curadoria e comandou a apuração dos votos, realizada ao longo desta terça-feira, na sede da Câmara Brasileira do Livro. No total, 2.240 livros publicados em 2013 foram inscritos nesta 56.ª edição do Jabuti.

Na lista, alguns velhos conhecidos da premiação, como Laurentino Gomes, que ganhou o Jabuti de livro reportagem e Livro do Ano pelos dois primeiros volumes de sua trilogia histórica - 1808 e 1822 - e concorre agora com o derradeiro 1889. O jornalista e biógrafo Lira Neto, terceiro lugar no ano passado com Getúlio: Dos Anos de Formação à Conquista do Poder (1882-1930), disputa a estatueta agora com o volume seguinte de sua série: Getúlio - Do Governo Provisório à Ditadura do Estado Novo (1930-1945).

Entre os finalistas da categoria conto e crônica está Milton Hatoum e seu Um Solitário à Espreita, volume com crônicas - muitas das quais publicadas no Caderno 2. Ele concorre Rubem Fonseca (Amálgama), Luiz Vilela (Você Verá), Antonio Prata (Nu, de Botas), João Vereza (Noveletas, vencedor do Prêmio Sesc), Everardo Norões (Entre Moscas), Cristovão Tezza (Um Operário em Férias), Ettore Bottini (Uns Contos), Jádson Barros Neves (Consternação) e Moema Franca (Bem Aqui).

Já entre os romancistas estão Bernardo Carvalho, Michel Laub, Veronica Stigger, Marcos Peres, Flávio Cafiero, Sergio Rodrigues, Marcelino Freire, Fernanda Torres, Luis S. Krausz, colaborador do Caderno 2 e vencedor do Prêmio Benvirá, e Laura Erber. A mineira Adelia Prado, com Miserere, lidera a lista de melhores livros de poesia. Pedro Veludo, com Da Guerra dos Mares e das Areias: Fábula Sobre as Marés, a de infantil. 

Agora, os mesmos jurados voltam aos livros escolhidos nesta primeira etapa, em que cada um apontou 10 títulos entre os inscritos, e indicam os três primeiros colocados. O resultado sai no dia 16 de outubro e a entrega do prêmio - troféu para os três primeiros e R$ 3.500 para o vencedor - será no dia 18 de novembro, no Auditório do Ibirapuera. Neste dia, também serão anunciados os vencedores do Livro do Ano de Ficção e Livro do Ano de Não Ficção, valendo R$ 35 mil.

Essa primeira lista é um bom termômetro do que se pode esperar da relação de vencedores, mas não quer dizer que os primeiros colocados hoje serão os escolhidos. “Os classificados foram unanimemente apontados pelos jurados em diferentes posições. Podemos esperar qualquer coisa agora. Da primeira para a segunda fase temos uma escala menor de livros para trabalhar e é possível ter mais clareza sobre aquilo o que você avalia dentro de outros critérios que não se pensou quando se organizou a lista de ideias”, comenta a curadora Marisa Lajolo. 

" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

Este ano não houve nenhuma grande polêmica, como a do famoso jurado C que, em 2012, acabou escolhendo sozinho os romancistas vencedores. Houve apenas uma questões relacionadas a inscrições. Um exemplo: a editora Blucher inscreveu quatro livros da coleção Química Conceitual, de Henrique Elsi Toma, na categoria Ciências Exatas, Tecnologia e Informática. Dois jurados votaram em um dos títulos e o outro na coleção como um todo. A comissão entendeu que houve um erro da editora na hora da inscrição - ela poderia ter feito uma única para a coleção toda, pagando menos do que pagou ao inscrever as obras separadamente - e entendeu que houve um erro do sistema de aceitá-la. Como acreditam que não houve má fé, decidiram que o voto de um dos jurados para a 'coleção' seria transferido para o título votado pelos dois outros jurados - Estrutura Atômica, Ligações e Esterioquímica, de Henrique

A relação completa dos finalistas está no site do Jabuti. Confira quem está nas principais categorias.

ROMANCE

1º Reprodução, de Bernardo Carvalho (Companhia das Letras)

2º A Maçã Envenenada, de Michel Laub (Companhia das Letras)

3º Opsanie Swiata, de Veronica Stigger (Cosac Naify)

4º O Evangelho Segundo Hitler, de Marcos Peres (Record)

5º O Frio Aqui Fora, de Flávio Cafiero (Cosac Naify)

6º O Drible, de Sergio Rodrigues (Companhia das Letras)

7º Nossos Ossos, de Marcelino Freire (Record)

8º Fim, de Fernanda Torres (Companhia das Letras)

9º Deserto, de Luis S. Krausz (Benvirá)

10º Esquilos de Pavlov, de Laura Erber (Alfaguara)

CONTO E CRÔNICA
1º Amálgama, de Rubem Fonseca (Nova Fronteira)

2º Você Verá, de Luiz Vilela (Record)

3º Nu, de Botas, de Antonio Prata (Companhia das Letras)

4º Um Solitário à Espreita, de Milton Hatoum (Companhia das Letras)

5º Noveletas, de João Vereza (Record)

6º Entre Moscas, de Everardo Norões (Confraria do Vento)

7º Um Operário em Férias, de Cristovão Tezza (Record)

8º Uns Contos, de Ettore Bottini (Cosac Naify)

9º Consternação, de Jádson Barros Neves (Casarão do Verbo)

10º Bem Aqui, de Moema Franca (7Letras)

POESIA
1º Miserere, de Adélia Prado (Record)

2º Bernini - Poemas 2008-2010, de Horácio Costa (Demônio Negro)

3º Ligue os Pontos, de Gregório Duviver (Companhia das Letras)

4º Ar de Arestas, de Iacyr Anderson Freitas (Escrituras)

5º Estado Crítico, de Regis Bonvicino (Hedra)

6º Ximerix, de Zuca Sardan (Cosac Naify)

7º Recife, No Hay, de Delmo Montenegro (Cepe)

8º Corpos em Cena, de Susanna Busato (Patuá)

9º Dever, de Armando Freitas Filho (Companhia das Letras)

10º Jardim das Delícias, de Marcus Vinicius Quiroga (Kelps)

BIOGRAFIA

1º Getúlio - Do Governo Provisório à Ditadura do Estado Novo (1930-1945), de Lira Neto (Companhia das Letras)

2º Wilson Baptista - O Samba Foi Sua Glória, de Rodrigo Alzuguir (Casa da Palavra)

3º O Castelo de Papel, De Mary Del Priore (Rocco)

4º Domitila - A Verdadeira História da Marquesa de Santos, de Paulo Rezzutti (Geração)

5º Antônio Ermirio de Moraes - Memórias de um Diário Confidencial, de José Pastore (Planeta)

6º Inezita Barroso - A História de Uma Brasileira, de Arley Pereira (34)

7º Antonio Callado Fotobiografia, organização de Ana Arruda Callado (Cepe)

8º Divã de Papel, de Maria de Jesus da Silva (Anome Livros)

9º Correspondência Mario de Andrade & Luiz Camillo de Oliveira Neto, organização de Maria Luiza Penna (Edusp)

10° Garibaldi na América do Sul, de Gianni Carta (Boitempo)

REPORTAGEM

1º 1889, de Laurentino Gomes (Globo)

2º Holocausto Brasileiro, de Daniela Arbex (Geração)

3º Os Bens que os Políticos Fazem, de Chico de Gois (Leya)

4º Um Gosto Amargo de Bala, de Vera Gertel (Civilização Brasileira)

5º A Outra História do Mensalão, de Paulo Moreira Leite (Geração)

6º Pimenta Neves: Uma Reportagem, de Luiz Octávio de Lima (Scortecci)

7º A Cozinha Venenosa, de Silvia Bettencourt (Três Estrelas)

8º Segredos do Conclave, de Gerson Camarotti (Geração)

9º À Queima-roupa: O Caso Pimenta Neves, de Vilardaga (Leya)

10º Jango: A Vida e a Morte no Exílio, de Juremir Machado da Silva (L&PM)

INFANTIL

1º Da Guerra dos Mares e das Areias: Fábula Sobre as Marés, de Pedro Veludo (Quatro Cantos)

2º Breve História de um Pequeno Amor, de Marina Colasanti (FTD)

3º A Perigosa Vida dos Passarinhos Pequenos, de Miriam Leitão (Rocco)

4º Poemas que Escolhi Para Crianças, de Ruth Rocha (Moderna)

5º Um Caramelo Amarelo Camarada, de Dilan Camargo (Edelbra)

6º Sete Patinhos na Lagoa, de Caio Riter (Biruta)

7º O Saci Epaminondas, de Alan Oliveira (Gaivota)

7º Amarílis, de Eva Furnari (Moderna)

8º Bárbaro, de Renato Moriconi (Companhia das Letras)

9º A Gaiola, de Adriana Falcão (Moderna)

9º Máquinas do Tempo, de Romont Willy (Callis)

10º Menina de Papel, de Julián Fuks (Iluminuras)

JUVENIL

1º Fragosas Brenhas do Mataréu, de Ricardo Azevedo (Ática)

2º Enquanto o Dia Não Chega, de Ana Maria Machado (Objetiva)

3º As Gêmeas da Família, de Stella Maris Rezende (Globo)

4º Uma Escuridão Bonita, de Ondjaki (Pallas)

5º As Cores da Escuridão, de Ieda de Oliveira (FTD)

6º A História do Vai e Vem, de Tiago de Melo Andrade (Melhoramentos)

7º O Escandaloso Teatro das Virtudes, de Marco Túlio Costa (Saraiva)

8º Aos Trancos e Relâmpagos, de Vilma Arêas (Iluminuras)

8º Alguém tem que Ficar no Gol, de Jorge Fernando dos Santos (SM)

9º Emilio ou Quando se Nasce com um Vulcão ao lado, de Hugo Monteiro Ferreira (Escrita Fina)

10º Labirinto no Escuro, de Luis Dill (Positivo)

CAPA

1° Murphy, de Paulo André Chagas (Cosac Naify)

2° Grafitti Fine Art, de Raquel Matsushita (Sesi)

3° Maquiagem, de Marcos Costa (Luste Editores)

4° A São Paulo de German Lorca, de Edson Lemos (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo)

4° Iscas Vivas, de Rafael Nobre (Bertrand)

5° Uma Breve História da Eternidade, de Thiago Lacaz (Três Estrelas)

6° Antologia da Literatura Fantástica, de Elaine Ramos, Natália Cury e Zanksky (Cosac Naify)

7º Os Banquetes do Imperador, de Estúdio Vintenove, Dushka Tanaka e Carlo Walhof (Senac)

8º Will Eisner - Um Sonhador nos Quadrinhos, de Marcelo Martinez (Globo)

9º Pulphead, de Alceu Chiesorin Nunes (Companhia das Letras)

9º Toda Poesia, de Elisa von Randow (Companhia das Letras)

10º Luz Antiga, de Luciana Facchini  (Globo)

ILUSTRAÇÃO

1º Decameron: Giovanni Boccaccio, de Alex Cervany (Cosac Naify)

2º Brasil - Imagens Sob a Ótica da Artista Meire de Oliveira, de Meire de Oliveira (Meire de Oliveira)

3º Storynhas, de Laerte (Companhia das Letras)

4º Os Homens Tristes e Outros Desenhos Sem Destino, de Ziraldo (Melhoramentos)

5º Reisetagebuch - Uma Viagem Ilustrada Pela Alemanha, de José Aguiar (Zarabatana )

6º Hamlet de William Shakespeare, de Alex Shibao (Nemo)

7º Fantasmagorias de R.F. Luchetti, de Emir Lima Ribeiro (Devaneio)

8º Diário da Tarde, de Veridiana Scarpelli (IMS)

9º Dom Quixote em Quadrinhos Volume 2, de Caco Galhardo (Peirópolis)

10º Campo em Branco, de DW Ribatski (Companhia das Letras)

IlUSTRAÇÃO DE LIVRO INFANTIL

1º Bárbaro, de Renato Moriconi (Companhia das Letras)

2º Naninquiá - A Moça Bonita, de Ciça Fittipaldi (DCL)

3º Conselho, de Odilon Moraes (Escrita Fina)

4ºAs Queixadas, de Fernando Vilela (FTD)

5° Histórias de Bichos, de Lélis (SM)

5° Três Coisas Que eu Gosto, de Daniel Bueno (SM)

5° Esopo - Fábulas Completas, de Eduardo Berliner (Cosac Naify)

6° Abecedário (Poético) de Frutas, de Claudia Simões (Rovelle)

7°Pequenas Guerreiras, de Taisa Borges (FTD)

8° A Vida é um Trem, de Alexandre Camanho (Sesi)

9° Os Invisíveis, de Renato Moriconi (Casa da Palavra)

10° O Amigo de Darwin: Um Jovem Desenhista em Galápagos, de Mauricio Negro (Melhoramentos)

TRADUÇÃO

1º O Livro do Travesseiro, por Geny Wakisaka, Junko Ota, Madalena Hashimoto Cordaro, Lica Hashimoto e Luiza Nana Yoshida (34)

2º Os Sonhos Teus Vão Acabar Contigo: Prosa, Poesia, Teatro, por Aurora Fornoni Bernardini, Daniela Mountian e Moissei Mountian (Kalinka)

3º Fragmentos do Narciso e Outros Poemas, por Júlio Castañon Guimarães (Ateliê Editorial)

4º A Anatomia da Melancolia, por Guilherme Gontijo Flores (Editora UFPR)

5º Antologia da Poesia Clássica Chinesa, por Ricardo Primo Portugal (Unesp)

6º O Capital: Crítica da Economia Política, Livro I: O Processo de Produção do Capital, por Rubens Enderle (Boitempo)

7º Gérard de Nerval - Cinquenta Poemas, por Mauro Gama (Ateliê Editorial)

8º A Renovação da Antiguidade Pagã - Contribuições Científico-culturais para a História do Renascimento Europeu, por Markus Hediger (Contraponto)

9º Decameron, por Ivone C. Benedetti (L&PM)

10º Cinco Séculos de Poesia, por Alexei Bueno (Record)

TRADUÇÃO DE OBRA LITERÁRIA INGLÊS-PORTUGUÊS

1º Contos da Cantuária, por José Francisco Botelho (Companhia Das Letras)

2º Ao Farol, por Denise Bottmann (L&PM)

3º O Retrato de Dorian Gray: Edição Anotada e Não Censurada, por Jorio Dauster (Globo)

4º Vênus e Adônis, por Alípio Correia de Franca Neto (Leya)

5º Ao Farol, por Tomaz Tadeu (Autêntica)

6º Novelas Inacabadas - Os Watsons e Sanditon, por Ivo Barroso (Nova Fronteira)

7º Puro, por Regina Lyra (Bertrand)

8º Coleção Brian Friel, por Domingos Nunez (Hedra)

9º As Fantásticas Fábulas do Magnífico Terry Jones, por Mila Dezan (Saraiva)

10º A Tempestade, por Alexei Bueno (Record)

Mais conteúdo sobre:
Prêmio Jabuti Literatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.