Prêmio Jabuti
Prêmio Jabuti

Prêmio Jabuti 2021 - Sagatrissuinorana conquista o prêmio de Livro do Ano

João Luiz Guimarães e Nelson Cruz ganharam também na categoria Infantil em evento que contou com homenagem a Ignácio de Loyola Brandão

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2021 | 21h17

Em uma cerimônia online nesta quinta-feira, 25, foram anunciados os vencedores do Prêmio Jabuti 2021. A 63ª edição da principal distinção literária do Brasil coroou Sagatrissuinorana, de João Luiz Guimarães e Nelson Cruz, anunciado como Livro do Ano pela Câmara Brasileira do Livro em um evento apresentado por Dan Stulbach e que teve uma bonita homenagem ao escritor Ignácio de Loyola Brandão, que foi homenageado como Personalidade Literária do ano.

"Em 56 anos de carreira, recebi cinco Jabutis, um por década. Então espero ainda conquistar mais um. Quando o livro é lido, a alegria é imensurável. E quando vem um prêmio, a alegria é muito maior. Jamais imaginei que pudesse ser a Personalidade do Ano nesta edição. Estou muito emocionado", afirmou Loyola Brandão, que ainda revelou que um dos momentos marcantes de sua carreira foi quando foi convidado pelo Estadão para ser cronista no lugar que Raquel de Queiroz escrevia. "Ocupar o lugar de uma mulher como a Raquel foi muita emoção", continuou o colunista do Estadão.

Logo depois da emocionante homenagem, Ignácio Loyola Brandão anunciou Sagatrissuinorana como o grande vencedor da noite. Os dois autores entraram ao vivo para falar sobre a honraria. "Ganhar esse prêmio no ano que o Ignácio é homenageado é algo incrível. É um dos melhores dias da minha vida", disse João Luiz Guimarães. "Estamos tocando as gerações do futuro, falando da importância do meio ambiente", continuou. Nelson Cruz lembrou que o livro é dedicado às vítimas da tragédia de Mariana e Brumadinho.

A obra também ganhou na categoria Infantil. O Avesso da Pele, de Jeferson Tenório, ganhou em Romance Literário. Já Corpos Secos, de Luisa Geisler, Marcelo Ferroni, Natalia Borges Polesso e Samir Machado de Machado conquistou o prêmio de Romance de Entretenimento. Ainda no Eixo Literatura, Flor de Gume, de Monique Malcher, ganhou como melhor Conto. Já em Crônica a escolha ficou com Histórias ao Redor, de Flávio Carneiro.

No quesito Histórias em Quadrinhos o título ficou com META: Depto. de Crimes Metalinguísticos, de André Freitas, Dayvison Manes, Marcelo Saravá e Omar Viñole. A melhor obra Infantil foi Sagatrissuinorana, de João Luiz Guimarães e Nelson Cruz, enquanto na categoria Juvenil o prêmio foi para Amigas que se Encontraram na História, de Angélica Kalil e Amma. Já em Poesia a escolha foi para Batendo Pasto, de Maria Lúcia Alvim, que morreu de covid-19 no ano passado.

Vitor Tavares, presidente da CBL, reforçou a importância do Jabuti na literatura brasileira. "Pelo segundo ano o prêmio ocorre de maneira virtual. Este evento representa o marco de 75 anos da Câmara Brasileira do Livro e tivemos 3.422 inscrições, 31% a mais que no ano anterior. É um aumento expressivo e vemos cada vez mais pessoas buscando essa chancela. É um reconhecimento junto aos leitores", disse.

No Eixo Não Ficção, o prémio de Artes foi para o Atlas Fotográfico da cidade de São Paulo e arredores, de Guilherme Wisnik, Henrique Siqueira e Tuca Vieira. Na categoria Biografia, Documentário e Reportagem a escolha foi para A República das Milícias: Dos esquadrões da morte à era Bolsonaro, de Bruno Paes Manso. Em Ciências ganhou Ciência no Cotidiano: viva a razão. Abaixo a ignorância!, de Carlos Orsi Martinho e Natalia Pasternak Taschner.

Já em Ciências Humanas o prêmio foi para Sobreviventes e Guerreiras, de Mary Del Priore. Na categoria Ciências Sociais, quem venceu foi A razão africana: breve história do pensamento africano contemporâneo, de Muryatan S. Barbosa. E em Economia Criativa a melhor obra para os jurados do Jabuti foi Prato Firmeza Preto: Guia Gastronômico das Quebradas de SP, de Amanda Rahra, Guilherme Petro, Milo Araujo e Jamile Santana.

Marcos Marcionilo, curador do Prêmio Jabuti, contou que o desafio foi fazer todo o processo de avalição das obras de forma remota, com 60 jurados. Mas festejou o sucesso da missão. "Inicialmente eu pensava que teríamos problema nesta edição, mas foi o contrário, tivemos participação intensa na busca de inscrições. Começamos pensando sobre os efeitos negativos que a pandemia poderia ter no prêmio e terminamos com a surpresa de um crescimento no interesse", afirmou.

Vencedores do Jabuti 2021

Livro do Ano

Título: Sagatrissuinorana | Autor(a): João Luiz Guimarães e Nelson  Cruz | Editora(s): ÔZé Editora

Eixo Literatura 

Conto

Título: Flor de gume | Autor(a): Monique Malcher | Editora(s): Jandaíra

Crônica

Título: Histórias ao redor | Autor(a): Flávio Carneiro | Editora(s): Cousa 

Histórias em Quadrinhos 

Título: META: Depto. de Crimes Metalinguísticos | Autor(a): André Freitas, Dayvison Manes, Marcelo Saravá e Omar Viñole | Editora(s): Zarabatana Books 

Infantil

Título: Sagatrissuinorana | Autor(a): João Luiz Guimarães e Nelson  Cruz | Editora(s): ÔZé Editora

Juvenil

Título: Amigas que se encontraram na história | Autor(a): Angélica Kalil e Amma | Editora(s): Quintal Edições 

Poesia

Título: Batendo pasto | Autor(a): Maria Lúcia Alvim | Editora(s): Relicário 

Romance de Entretenimento 

Título: Corpos secos | Autor(a): Luisa Geisler, Marcelo Ferroni, Natalia Borges Polesso e Samir Machado de Machado | Editora(s): Alfaguara 

Romance Literário 

Título: O avesso da pele | Autor(a): Jeferson Tenório | Editora(s): Companhia das Letras 

Eixo Não Ficção 

Artes

Título: Atlas Fotográfico da cidade de São Paulo e arredores | Autor(a): Guilherme  Wisnik, Henrique Siqueira e Tuca Vieira | Editora(s): AYO

Biografia, Documentário e Reportagem 

Título: A república das milícias: Dos esquadrões da morte à era Bolsonaro | Autor(a): Bruno Paes Manso | Editora(s): Todavia 

Ciências

Título: Ciência no cotidiano: viva a razão. Abaixo a ignorância! | Autor(a): Carlos Orsi Martinho e Natalia Pasternak Taschner | Editora(s): Contexto 

Ciências Humanas

Título: Sobreviventes e Guerreiras | Autor(a): Mary Del Priore | Editora(s): Planeta do Brasil

Ciências Sociais 

Título: A razão africana: breve história do pensamento africano contemporâneo | Autor(a): Muryatan S. Barbosa | Editora(s): Todavia  

Economia Criativa 

Título: Prato Firmeza Preto: Guia Gastronômico das Quebradas de  SP | Autor(a): Amanda Rahra, Guilherme Petro, Milo Araujo e Jamile Santana | Editora(s): Énois Inteligência Jovem 

Eixo Produção Editorial 

Capa

Título: Sul da fronteira, oeste do sol | Capista: Ana Paula Hentges, Bruno Miguell Mendes Mesquita e Gabriela Heberle | Editora(s): Alfaguara

Ilustração 

Título: Carona | Ilustrador(a): Guilherme Frederico Karsten | Editora(s): Companhia das Letrinhas 

Projeto Gráfico 

Título: O Médico e o Monstro | Responsável: Giovanna Cianelli | Editora(s): Antofágica 

Tradução 

Título: Divã ocidento-oriental | Tradutor(a): Daniel Martineschen | Editora(s): Estação Liberdade 

Eixo Inovação 

Fomento à Leitura 

Título: Slam Interescolar SP | Responsável: Emerson Alcalde 

Livro Brasileiro Publicado no Exterior 

Título: Tupinilândia | Editora(s): Todavia e Editions Métailié

Tudo o que sabemos sobre:
Prêmio Jabuti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.