Laura Himmelstein/Estadão
Laura Himmelstein/Estadão

Poeta brasileira Marília Garcia vence o Prêmio Oceanos 2018

Ela concorreu com o livro Câmera Lenta e ganhou R$ 100 mil; os quatro vencedores do Prêmio Oceanos foram revelados na tarde desta sexta-feira, 7, em Portugal

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

07 Dezembro 2018 | 16h32

A poeta brasileira Marília Garcia foi a grande vencedora do Prêmio Oceanos 2018. Câmera Lenta, publicado pela Companhia das Letras, foi considerado o melhor livro escrito por um autor lusófono publicado em todos os países em 2018. Marília, que nasceu no Rio de Janeiro em 1979, ganhou R$ 100 mil com esta obra em que ela pesquisa, por meio da poesia, o processo poético. 

O segundo lugar foi para o romance Hoje Estarás Comigo no Paraíso, do português Bruno Vieira Amaral, que ganhou R$ 60 mil. A Noite Imóvel, do poeta português Luis Quintais, ficou em terceiro (R$ 40 mil). O Deus Restante, também de poemas, ficou em quarto lugar e rendeu ao moçambicano Luis Carlos Patraquim o prêmio de R$ 30 mil.

O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira, 7, em cerimônia no Palácio da Ajuda, em Portugal, com transmissão ao vivo pela internet. 

Concorreram obras escritas em português e publicadas em qualquer lugar do mundo - antes, eram aceitas inscrições apenas de livros de autores lusófonos lançados no Brasil. No total, foram inscritas 1.364 obras, ante 1.215 registradas em 2017. Poesia liderou as inscrições, com 576 títulos (42%), seguida por romances, com 483 títulos (35%), livros de contos, com 206 inscrições (15%), crônicas, com 78 títulos (5%) e 21 obras de dramaturgia (1,5%).

O júri final foi composto por Ana Paula Tavares (Angola), Daniel Munduruku, Flora Sussekind, Heitor Ferraz e Julián Fuks (Brasil), Helena Buesco, Maria João Cantinho e Pedro Mexia (Portugal).

O Oceanos 2018, realizado em parceria com o Itaú Cultural, tem curadoria da portuguesa Isabel Lucas e dos brasileiros Selma Caetano, Mirna Queiroz e Manuel da Costa Pinto. O patrocínio é do Banco Itaú, da República de Portugal, por meio do Fundo de Fomento Cultural Português, e da CPFL Energia.

 

Os 10 finalistas do Prêmio Oceanos 2018

Hoje Estarás Comigo no Paraíso, de Bruno Vieira Amaral (romance/Portugal)

As Pessoas do Drama, de H. G. Cancela (romance/Portugal)

Pai, Pai, de João Silvério Trevisan (romance/Brasil)

O Deus Restante, de Luis Carlos Patraquim (poesia/Moçambique)

A Noite imóvel, de Luís Quintais (poesia/Portugal)

Câmera Lenta, de Marília Garcia (poesia/Brasil)

Vácuos, de Mbate Pedro (poesia/Moçambique)

A noite da espera, de Milton Hatoum (romance/Brasil)

Antiboi, de Ricardo Aleixo (poesia/Brasil)

Anjo noturno, de Sérgio Sant'anna (contos/Brasil)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.