Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Marcos de Paula/ Estadão/ 24-9-2009
Marcos de Paula/ Estadão/ 24-9-2009

'O Menino Maluquinho', de Ziraldo, completa 40 anos e ganha edição para colecionador

Lançada em outubro de 1980, obra conquistou gerações com a história do menino que tem 'vento nos pés'

Eliana Silva de Souza, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2020 | 10h31

Muitos artistas costumam ser reconhecidos por uma obra específica, seja na música,  no cinema, no teatro. Não quer dizer que não tenham outros trabalhos que mereçam destaque. Assim é com Ziraldo, que tem seu nome  ligado ao mundo da literatura infantil, com os mais diversos títulos povoando a imaginação da criançada. Mas não tem como não falar o nome dele e logo citar sua obra mais popular, O Menino Maluquinho. Livro, aliás, que está completando 40 anos desde seu lançamento, em 1980.

Entre as merecidas comemorações, será lançada uma edição especial, limitada e de luxo, pela Editora Melhoramentos. E a comemoração é dupla, pois o 'pai' do Menino Maluquinho também faz aniversário. Ele completa 88 anos no dia 24 de outubro, mesma data em que lançou seu livro mais citado.

Passando de geração em geração, O Menino Maluquinho traz a história de um garoto, entre seus 8 e 9 anos, muito esperto, ativo, que usa uma panela na cabeça e se diverte muito com os amigos, sempre usando demais a imaginação, criando brincadeiras e aprontando traquinagens.

Tanto é seu sucesso com o público jovem, que O Menino Maluquinho saltou das páginas do livro para as telas do cinema e os palcos dos teatros. Foi transformado em filme, dois na verdade, protagonizado pelo então ator-mirim Samuel Costa e dirigido por Helvécio Ratton, em 1995, e o outro, que contou com a direção de Fernando Meirelles, lançado em 1998. No teatro, chegou em formato de musical, em 2014, com o ator  João Lucas Martins no papel do Maluquinho, contando com direção de Daniela Stirbulov.

Trecho de abertura do livro 'O Menino Maluquinho':

Era uma vez

um menino maluquinho

Ele tinha o olho maior que a barriga

tinha fogo no rabo

tinha vento

nos pés

umas pernas enormes

(que davam para abraçar o mundo)

e macaquinhos no sótão

(embora nem soubesse

o que significava

macaquinhos no sótão).

Essa nova edição será um item digno de colecionador, com suas 120 páginas, acabamento cartonado, capa dura e miolo colorido. E tem, como complemento, um marcador de páginas especial, ao estilo do personagem, além de um paper art, que o leitor destaca e monta, formando um objeto  ser guardado.

Entre as curiosidades do livro O Menino Maluquinho, de Ziraldo, destacamos que, desde seu lançamento, em 1980, já teve 129 edições, em mais de 10 países, e vendeu 4 milhões de exemplares.

Em 2014, Ziraldo falou, à TV Estadão, sobre a importância das histórias em quadrinhos para a formação cultural de sua geração, ouça:

 

Tudo o que sabemos sobre:
Ziraldoliteratura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.