Reprodução
Reprodução

Nova moda do mercado editorial é transformar perfil de Facebook e Instagram em livro

Editoras vão atrás de celebridades de internet e publicam, em livro, suas frases, tiradas, desenhos e colagens; veja quatro lançamentos

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2015 | 05h00

Dólar em alta e encarecendo o preço da produção de um livro estrangeiro no País. Nenhuma novidade nos catálogos internacionais ou o vislumbre de um novo grande best-seller. Com o fenômeno do livro de colorir arrefecendo, as editoras vêm mirando, nos últimos meses, as celebridades de internet. Meninos e meninas que, às vezes como uma brincadeira ou um desabafo, ultrapassaram seus círculos de amizade, caíram nas graças do público e acumularam milhares de seguidores no Facebook, Instagram, YouTube. São essas postagens que estão servindo de conteúdo para os livros que já se destacam nas prateleiras.

Um dois maiores fenômenos até agora foi Eu Me Chamo Antônio. As frases e desenhos feitos por Pedro Gabriel em guardanapos já renderam dois livros que venderam, juntos, 200 mil exemplares, segundo a Intrínseca. E é a mesma editora que apresenta, agora, o bem-humorado Cansei de Ser Gato: Do Capim ao Sachê. Trata-se da ‘biografia’ de Chico, “o gato mais famoso da América Latina”. Ele existe mesmo e a fama veio quando suas donas Amanda Nori, 27, e Stéfany Guimarães, criaram um perfil para ele nas redes sociais. Já são 350 mil seguidores no Facebook e 132 mil no Instagram que acompanham a transformação do gato em personagens. O livro, que narra sua trajetória do interior ao sofá, será lançado na Livraria Cultura do Conjunto Nacional no domingo, 29, às 15 h, com tiragem de 15 mil exemplares.

Hoje, 28, na Livraria da Travessa de Botafogo, no Rio, Felipe Guga (158 mil fãs no Instagram), lança Sorria, Você Está Sendo Iluminado! (Galera). Depois de uma desilusão amorosa, ele começou a postar – e ilustrar – frases positivas que logo encontraram eco.

Também fenômeno no Instagram, com 718 mil seguidores, Um Cartão: Sentimentos Cotidianos, de Pedro Henrique, acaba de sair pela Rocco também com tiragem de 15 mil cópias. Há muitos outros exemplos, como Desenhos de Um Garoto Solitário (1 milhão de fãs no Facebook), de Naldo Junio, transformado em livro pela Farol Literário, e uma Lhama no Cinema (Conrad), de Lorena Katz (22 mil seguidores).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.