New Directions Publishing
New Directions Publishing

Mulheres dominam a lista de finalistas do International Booker Prize 2020

Elas escreveram 4 dos 6 livros finalistas do International Booker Prize

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

02 de abril de 2020 | 14h28

Temporada de Furacões, romance da escritora mexicana Fernanda Melchor que será publicado no Brasil no fim do ano pela Mundaréu e que começa com a descoberta do corpo da bruxa de uma pequena vila mexicana, e The Adventures of China Iron, da argentina Gabriela Cabezón Cámara, obra que aborda a cultura rural em seu país nos anos 1870, estão entre os livros finalistas do International Booker Prize, em uma edição dominada por mulheres.

O prêmio reconhece, anualmente, uma obra de ficção escrita em qualquer língua, mas traduzida para o inglês e publicada no Reino Unido ou na Irlanda. O prêmio distribui 62 mil libras. O autor e o tradutor do livro vencedor dividem 50 mil libras. E todos os finalistas, tradutores e autores, ganham mil libras cada um. Uma longlist, com 13 concorrentes, foi relevada em fevereiro e contava com, entre outros, o catalão Enrique Vila-Matas.

Os outros livros finalistas são The Enlightenment of the Greengage Tree, da iraniana Shokoofeh Azar, escrito em farsi e retratando a revolução islâmica no Irã, em 1979; The Discomfort of Evening, da holandês estreante Marieke Lucas Rijneveld, sobre a derrocada de uma família após a morte de uma criança; The Memory Police, da japonesa Yoko Ogawa, sobre o poder da memória; e Tyll, do alemão Daniel Kehlmann, inspirado na Guerra dos 30 Anos, na Alemanha.

Ted Hodgkinson, do júri, disse: “Cada um dos finalistas reinventa narrativas recebidas, dos mitos fundadores ao folclore familiar, mergulhando-nos em encontros desconfortáveis ​​e estimulantes com vidas em estado de transição. Seja capturando uma distopia inventiva ou um fluxo de linguagem, esses são tremendos feitos de tradução que nesses tempos isolados representam o auge de uma forma de arte enraizada no diálogo. Nossa lista de finalistas transcende esse momento sem precedentes, imergindo-nos em vidas imaginadas de forma expansiva que mantêm um fascínio duradouro".

O livro vencedor do International Booker Prize será conhecido no dia 19 de maio. 

Tudo o que sabemos sobre:
literaturalivroMan Booker Prize

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.