Colette Portal/Divulgação
Colette Portal/Divulgação

Mostra encerra comemorações pelo centenário de Cortázar

'Raridades e Recuerdos', em cartaz na Biblioteca Mário de Andrade, traz fotos e edições raras do autor de 'O Jogo da Amarelinha'

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

06 Dezembro 2014 | 03h00

Fotos de Julio Cortázar nunca exibidas no Brasil e edições raras de suas obras podem ser visitadas até o dia 17 na Biblioteca Mário de Andrade. Elas integram a mostra Raridades e Recuerdos, último evento em homenagem ao escritor argentino em seu centenário de nascimento. Quem passar por lá poderá ver, por meio de uma poltrona verde de veludo, ser recriada parte do cenário de um de seus contos mais célebres - Continuidade dos Parques

As cinco fotos (de Colette Portal) e os livros em exposição foram doados à biblioteca pelo casal Telmo e Laís Zogbi.

Cortázar foi lembrado ao longo do ano, no mundo todo, com uma série de eventos. Aqui, foi festejada a volta às livrarias de Bestiário, lançado originalmente em 1951 e considerado um dos principais livros do autor, que ganhou tradução de Ari Roitman. A edição acompanhou o novo projeto gráfico da Civilização Brasileira para a coleção que relançou, também com novas capas, Um Tal Lucas e Final do Jogo.

A Fascinação das Palavras - Conversas Com Julio Cortázar, do uruguaio Omar Prego Gadea, também voltou em nova edição. Saiu também, mas pela Dsop, Notas Para Uma Biografia, de Mario Goloboff. Falta só ser lançada a nova tradução de O Jogo da Amarelinha, já encomendada pela Civilização Brasileira a Eric Nepomuceno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.