EFE
EFE

Morre o escritor uruguaio Mário Benedetti, aos 88 anos

Há 11 dias, o escritor e poeta havia recebido alta hospitalar após internação por uma doença intestinal

EFE,

17 Maio 2009 | 18h47

O escritor uruguaio Mario Benedetti morreu neste domingo, 17, em Montevidéu aos 88 anos, informaram à Agência Efe fontes ligadas à família do autor. Benedetti, que tinha um estado de saúde bastante delicado, estava em sua casa, na capital uruguaia, quando morreu.

 

No ano passado, o escritor foi hospitalizado quatro vezes em Montevidéu devido a diversos problemas físicos.

 

A primeira vez foi entre janeiro e fevereiro de 2008, após sofrer uma enterocolite que fez com que ficasse desidratado. Já em março ele foi internado com problemas respiratórios, enquanto a terceira

vez se deu em maio do ano passado por causa de um quadro clínico instável geral.

 

Após a última vez em que Benedetti foi hospitalizado, de 24 de abril até 6 de maio, o escritor recebeu alta e voltou para casa, após 12 dias internado pelo agravamento de uma doença intestinal crônica.

 

Benedetti escreveu mais de 80 livros de poesia, romances, contos e ensaios, assim como roteiros para cinema. Ele já recebeu os prêmios Ibero-americano José Martí (2001) e Internacional Menéndez Pelayo (2005).

 

A última obra publicada, o poemário "Testigo de uno mismo", foi apresentada em agosto do ano passado.

 

Antes da última entrada no hospital, Benedetti estava trabalhando em um novo livro de poesia cujo título provisório é "Biografía para encontrarme".

Já há algum tempo o famoso escritor não se apresentava em público e concedia poucas entrevistas à imprensa, mas continuava trabalhando em suas obras diretamente de Montevidéu.

No ano passado, publicou "Testemunha de um mesmo", e em setembro disse a jornalistas que estava terminando um livro de poesias chamado "Biografia para encontrar-me".

Sua carreira literária começou em 1949 e chegou a fama sete anos depois ao publicar "Poemas de escritório", sobre a rotina de trabalho. Desde 1992, tem lançado quase uma obra por ano.

(Com agências internacionais)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.