AFP PHOTO | JEAN-PIERRE MULLER
AFP PHOTO | JEAN-PIERRE MULLER

Morre o escritor e acadêmico francês Alain Decaux

Eleito para a Academia Francesa em 1979, ele também foi ministro da Francofonia durante a presidência de François Mitterrand

AFP

27 de março de 2016 | 20h44

O escritor, biógrafo e acadêmico francês Alain Decaux morreu neste domingo, 27, no Hospital Pompidou em Paros, aos 90 anos - anunciou à AFP sua esposa, Micheline Pelletier-Decaux.

Este formidável contista, autor de mais de sessenta obras, entrou a partir dos anos 1950 para a história da rádio e televisão francesa, onde criou vários programas famosos. Eleito para a Academia Francesa em 1979, ministro da Francofonia (1988-1991) durante a presidência do socialista François Mitterrand, este grande contista criou e apresentou vários programas que se tornaram clássicos.

Decaux publicou seu primeiro livro, Louis XVII retrouvé, em 1947 e foi premiado pela Academia Francesa com seu segundo trabalho, Letizia.

Em 1989, foi nomeado coordenador da política externa de televisão da França. Desde 1999, existe o prêmio Alain Decaux para a Francofonia. Casado duas vezes, Decaux deixa três filhos.

Tudo o que sabemos sobre:
François MitterrandFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.