Stefan Wermuth/Reuters
Stefan Wermuth/Reuters

Morre, aos 59 anos, Claudio López Lamadrid, diretor da Penguin

O editor espanhol trabalhou com autores como Gabriel García Márquez, Philip Roth e Amós Oz

Redação, AFP

12 Janeiro 2019 | 12h42

O editor Claudio López Lamadrid morreu na noite da última sexta-feira, 11, em Barcelona, aos 59 anos, vítima de um infarto cerebral. Ele era diretor editorial na Penguin Random House, responsável pelos selos Literatura Random House, Caballo de Troya e Reservoir Books.

Lamadrid entrou no mundo editorial na década de 1970, na editora Tusquets. Nos anos 1980, fundou a Galaxia Gutemberg e, nos anos 1990, se tornou diretor na Grijalbo Mondadori.

Em sua carreira de mais de quatro décadas, Lamadrid, que tinha origens aristocratas, editou autores como o americano Philip Roth, o espanhol Javier Cercas, o argentino César Aira, a mexicana Alma Guillermoprieto e a francesa Virginie Despentes.

Lamadrid também trabalhou com nomes premiados com o Nobel, como Gabriel García Márquez, V.S. Naipaul, Orhan Pamuk, John Maxwell Coetzee e Amós Oz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.