Sara Krulwich|The New York Times
Sara Krulwich|The New York Times

'Minha Luta', de Hitler, se esgota na Feira do Livro de Lisboa

Obra entrou em domínio público este ano; volume lançado em Portugal inclui um texto de especialista contextualizando o conteúdo

EFE

14 de junho de 2016 | 15h23

Mein Kampf (Minha Luta), autobiografia de Adolf Hitler que contém seu ideário político, se esgotou na Feira do Livro de Lisboa, segundo informações da editora Guerra e Paz, que publicou a obra no país.

A publicação do livro, considerado um guia ideológico do nazismo, foi proibida até poucos meses, quando a obra caiu em domínio público e passou a ser editada em diversos países.

Em Portugal, já teve duas edições, com o texto integral e uma análise de um especialista, e caminha para uma nova reimpressão, depois do sucesso de venda.

Grande parte dessas vendas se concentraram na Feira do Livro de Lisboa, que terminou nesta segunda-feira, 13, onde foram vendidas algumas centenas de exemplares.

As vendas de Minha Luta representaram um quinto do total comercializado com a trilogia de livros que estão na base das grandes tragédias do século 20. Os outros dois são: Manifesto Comunista, de Marx e Engels, e O Livro Vermelho, de Mao Tsé-tung.

A primeira edição de Minha Luta foi publicada em 1924 e até o fim do Terceiro Reich foram impressos cerca de 12 milhões de exemplares. Até o começo do ano, não havia novas edições, já que os direitos pertenciam ao estado da Baviera - edições em inglês e usadas era encontradas, uma vez que a venda da obra nunca foi exatamente proibida.

Tudo o que sabemos sobre:
Adolf HitlerPortugalNazismoLiteratura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.