Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Varejo do mercado editorial brasileiro tem primeiro resultado anual positivo desde 2013

Vendas em livrarias e mercados cresceram 6,15% em faturamento em 2017, número acima da inflação e das expectativas do ano

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

19 Janeiro 2018 | 09h31

O varejo do mercado editorial brasileiro cresceu 6,15% em faturamento em 2017 em relação ao ano anterior, cerca de R$100 milhões. No volume, o crescimento foi de 4,55% (1,8 milhão de exemplares).

Este é o primeiro resultado anual positivo e acima da inflação do mercado editorial brasileiro desde 2013, quando o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e a Nielsen começaram a série histórica com o Painel das Vendas dos Livros no Brasil.

+ Literatura em 2017: ano marcado pelo aumento de 6% nas vendas e despedida de Antonio Candido

“O mercado do livro tem muito o que comemorar. As ações promocionais foram um dos principais impulsionadores dessa performance, pois os períodos com maior crescimento tiveram influência do aumento do desconto médio”, comenta Ismael Borges, líder da Nielsen Bookscan Brasil, em comunicado.

O último período de 2017, divulgado nesta sexta-feira, 19, pelo Snel, foi positivo para o mercado, ajudando as vendas a fecharem o ano no azul.

+ Os melhores livros de 2017 lançados no Brasil

A semana do Natal teve crescimento de 16% em faturamento e 10% em volume em comparação à mesma semana de 2016. Esse bom desempenho influenciou os números do 13º período (4 a 31 de dezembro), que mostraram estabilidade no volume de livros vendidos (+0,24%), mas apontaram crescimento em valor (+4,97%).

Mais conteúdo sobre:
livro mercado editorial literatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.