NILTON FUKUDA/ESTADÃO
NILTON FUKUDA/ESTADÃO

Mercado editorial brasileiro segue em recuperação no fechamento do primeiro trimestre de 2017

Números do Painel de Vendas de Livros apontam para uma consolidação da retomada do setor

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

12 Abril 2017 | 12h07

O mercado editorial brasileiro continua a dar sinais positivos: segundo o Painel de Vendas de Livros, elaborado Nielsen e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), houve um crescimento de 12,3% no terceiro período de 2017 comparado ao mesmo intervalo do ano passado. O crescimento no volume de livros vendidos foi de 16,5%.

Segundo o SNEL, o resultado foi influenciado pelas promoções de Dia Internacional da Mulher (uma queda no preço médio de 3,6%).

Os números contribuem para o mercado livreiro fechar positivamente o primeiro trimestre de 2017, no acumulado das 12 primeiras semanas do ano. O desempenho é o melhor dos últimos dezoito meses, com aumento de 7,09% em faturamento e 6,89% em volume.

Segundo o gestor do Bookscan Nielsen Brasil, Ismael Borges, a notícia demonstra que a recuperação é sólida. "Há muito os índices de crescimento não superavam a inflação", disse, num comunicado.

Os números do Painel de Vendas de Livros têm como base o resultado da Nielsen BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no País.

Mais conteúdo sobre:
livreiro Brasil Mercado Editorial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.