Companhia das Letras
Companhia das Letras

'Marrom Amarelo', de Paulo Scott, é semifinalista do International Booker Prize

O escritor brasileiro concorre com nomes como a vencedora do Nobel Olga Tokarczuk e o israelense David Grossman

Redação, O Estado de S. Paulo

10 de março de 2022 | 12h34

O escritor gaúcho Paulo Scott, de 55 anos, é finalista do International Booker Prize com seu romance Marrom Amarelo - Phenotypes, na edição em inglês traduzida por Daniel Hahn. 

“Paulo Scott oferece um relato inteligente e elegante da intolerância à espreita em corações e instituições”, diz o júri. Os semifinalistas do International Booker, que reconhece obras estrangeiras traduzidas para o inglês, foram revelados nesta quinta-feira, 10, e a lista conta ao todo com 13 livros de 12 países escritos em 11 línguas.

A polonesa Olga Tokarczuk, vencedora do Nobel de Literatura, e o israelense David Grossman, um dos melhores escritores de sua geração, também estão entre os semifinalistas. O prêmio de 50 mil libras é dividido entre autor e tradutor. Os seis finalistas serão anunciados no dia 7 de abril e a cerimônia de premiação acontece em 26 de maio.

Lançado no Brasil em 2019 pela Alfaguara e no começo do ano pela And Other Stories, o romance é apresentado pelo júri como “uma história complexa” onde “dois irmãos muito diferentes são divididos pela cor de sua pele à medida que a tensão racial aumenta na sociedade e um segredo ressurge de seu passado compartilhado”. 

“Paulo Scott examina, aqui, as velhas feridas raciais no no Brasil e, em particular, a perda de uma identidade negra independentemente da história da escravidão. Exploratório em vez de didático, uma história de crime, vida de rua e arrependimento e, ao mesmo tempo, um romance satírico, Marrom Amarelo é uma obra-prima sobre raiva e reconciliação”, diz ainda o texto da premiação.

Paulo Scott é autor, ainda, de Ithaca Road e do livro de poemas Mesmo Sem Dinheiro Comprei um Esqueite Novo, entre outras obras. Dele, a Alfaguara reeditou recentemente Voláteis.

Outro livro entre os finalistas, Páradais, da mexicana Fernanda Melchor, está no prelo da Mundaréu, que já publicou, dela, Temporada de Furacões.

Em 2021, Irmão de Alma, livro de David Diop publicado no Brasil pela Nós, foi o vencedor do International Booker Prize - um braço do Booker Prize, que por sua vez é o mais importante prêmio literário em língia inglesa.

Veja a long list do International Booker Prize

  • Paradais, de Fernanda Melchor (Trad.: Sophie Hughes)
  • Heaven, de Mieko Kawakami (Trad.: Samuel Bett David Boyd)
  • Love in the Big City, de Sang Young Park (Trad.: Anton Hur)
  • Happy Stories, Mostly, de Norman Erikson Pasaribu (Trad.: Tiffany Tsao)
  • Elena Knows, de Claudia Piñeiro (Trad.: Frances Riddle)
  • The Book of Mother, de Violaine Huisman (Trad.: Leslie Camhi)
  • More Than I Love My Life, de David Grossman (Trad.: Jessica Cohen)
  • Phenotypes, de Paulo Scott (Trad.: Daniel Hahn)
  • A New Name: Septology VI-VII, de Jon Fosse (Trad. Damion Searls)
  • After the Sun, de Jonas Eika (Trad.: Sherilyn Hellberg)
  • Tomb of Sand, de Geetanjali Shree (Trad.: Daisy Rockwell)
  • The Books of Jacob, de Olga Tokarczuk (Trad.: Jennifer Croft)
  • Cursed Bunny, de Bora Chung (Trad.: Anton Hur)

     

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.