Marcelino Freire e Bernardo Kucinski vencem prêmio da Biblioteca Nacional

Escritores venceram as categorias Romance e Conto; Samarone Lima venceu o prêmio de Poesia, e Luiz Costa Lima de Crítica Literária

O Estado de S. Paulo

02 Setembro 2014 | 15h22

A Fundação Biblioteca Nacional divulgou nesta terça-feira, 2, o resultado de seu Prêmio Literário anual. Com quatro dos nove prêmios conquistados, a editora Cosac Naify foi a que levou o maior número de prêmios. O vencedor de cada categoria leva R$ 30 mil.

O vencedor na categoria Romance foi Marcelino Freire, com o livro Nossos Ossos (Record). Bernardo Kucinski e o seu Você Vai Voltar Pra Mim, publicado pela Cosac Naify, levaram na categoria Conto.

O Aquário Desenterrado (Editora Confraria do Vento), de Samarone Lima, levou a categoria Poesia. O Prêmio Mário de Andrade, de Ensaio Literário, foi vencido por Luiz Costa Lima e Frestas: A Teorização em um País Periférico, lançado pelas editoras Contraponto e PUC Rio.

Na categoria Ensaio Social, Milton Ohata foi o vencedor com a obra Eduardo Coutinho (Cosac Naify). Marcelo Backes levou o prêmio de tradução por Michael Kohlhaas, de Heinrich Von Kleist, publicado por aqui pela Editora Civilização Brasileira.

A editora Cosac Naify também levou o prêmio de Projeto Gráfico, com Flávia Castanheira na obra Esopo - Fábulas Completas. Arthur Nestrovski ganhou na categoria Literatura Infantil com Pelo Nariz - lançado também pela Cosac.

Por fim, Daniella Bauer é a vencedora da categoria Literatura Juvenil, com Morada das Lembranças (Editora Biruta).

Mais conteúdo sobre:
Prêmio Literário Biblioteca Nacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.