Manuscrito de J.K. Rowling é vendido por 1.98 milhão de libras

Valor ficou quase 40 vezes acima do esperado pela casa de leilões Sotheby's e equivale a quase R$ 7 milhões

13 de dezembro de 2007 | 13h48

Um manuscrito "The Tales of Beedle the Bard", da escritora J.K. Rowling, autora da série Harry Potter, foi vendido por 1.95 milhões de libras (o equivalente a US$ 3, 98 milhões ou R$ 7 milhões) em um leilão feito em Londres na quarta-feira, 12. O valor ficou quase 40 vezes acima do esperado pela casa de leilões Sotheby's. A despedida de Harry Potter   A expectativa era de que ele fosse vendido por 50 mil libras. Segundo informações da casa de leilões, o comprador é um morador de Londres. "As pessoas aplaudiram quando a cotação chegou a 1 milhão de libras e mais comemoração quando foi dada a oferta final", afirmou um porta-voz da Sotheby's. O valor é o mais alto pago por um manuscrito literário escrito nos dias de hoje. O valor arrecadado com o leilão será destinado para a The Children's Voice, fundação de caridade fundada em 2005, com a ajuda de Rowling, para ajudar crianças deficientes de toda a Europa. Encadernado em couro marrom e decorado com uma caveira e pedras-de-lua prateadas, o livro é uma coleção manuscrita de contos de fada mencionada no último livro da saga da autora sobre o jovem mago Harry Potter.  Dos cinco contos de fada que contém, apenas um - "The Tale of the Three Brothers" (traduzido como Conto dos Três Irmãos) - é relatado em "Harry Potter e as Relíquias da Morte".  Rowling, autora da série que já vendeu mais de 350 milhões de cópias e a transformou na primeira escritora bilionária, deu de presente as outras seis cópias do livro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.