Literatura latino-americana em destaque na Bienal do Livro nesta terça

Centenário de Julio Cortázar deve ser lembrado em algumas mesas da programação principal nesta terça-feira, 26

O Estado de S. Paulo

26 de agosto de 2014 | 08h48

Em dia de centenário do Julio Cortázar, a Bienal do Livro deve relembrar o escritor argentino - às 14h, no Anfiteatro, o Grupo Matula de Teatro apresenta o espetáculo Imago - Uma Lua N'Água, que revisita o imaginário de Cortázar dando vida a cinco personagens em um barco. Às 17h, no estande da editora Dsop, a escritora Andrea Del Fuego participa de um bate-papo sobre Cortázar e lê trechos da obra do argentino. A atividade marca o lançamento de Cortázar - Notas Para Uma Biografia, de Mario Goloboff. Mais tarde, às 20h, no Salão de Ideias, os escritores José Eduardo Agualusa, Socorro Acioli, Elsa Osorio e Joca Reiners Terron fazem a mesa Tertúlia Latino-América, que além de Cortázar, deve celebrar as obras de Jorge Luis Borges e Gabriel García Márquez.

Esta terça-feira é um dia com boas discussões sobre livros programadas: às 14h, no Salão de Ideias, está em discussão o papel do escritor brasileiro, em mesa com Cristovão Tezza, Noemi Jaffe, Patrícia Melo e a jornalista Raquel Cozer. Em seguida, às 16h, o mesmo espaço recebe os cronistas Antônio Prata, Xico Sá e Gregório Duvivier para debater a ironia na escrita - com mediação do jornalista do Caderno 2 Ubiratan Brasil.

Às 19h, no Espaço Imaginário, as escritoras Andrea del Fuego e Índigo conversam sobre o fazer literário com Julián Fuks. Logo depois, às 20h, está programado para o Espaço Edições Sesc uma intervenção literária para celebrar a obra do Prêmio Nobel mexicano Octávio Paz.

Mais cedo, às 14h, Bel Pesce faz uma palestra sobre empreendedorismo na era digital, na Escola do Livro. A Arena Cultural recebe também dois eventos interessantes: às 16h, o biógrafo Paulo Cesar Araújo debate com o deputado federal Newton Lima (PT-SP) e com Regina Echeverria a questão das biografias no País; às 18h, a acadêmica Marisa Lajolo fala sobre o pioneirismo da literatura infantil brasileira do livro ao tablet.

Tudo o que sabemos sobre:
Bienal do LivroProgramação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.