Walter Craveiro/Divulgação
Walter Craveiro/Divulgação

'Lima Barreto também gritaria Fora, Temer', diz Lázaro Ramos na Flip

Após a palestra inicial, ator foi ao espaço aberto da Praça da Matriz falar com as mil pessoas que o aguardavam

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2017 | 21h52

PARATY - Logo após a conferência de abertura da Flip, o ator Lázaro Ramos e a historiadora Lilia Moritz Schwarcz foram até a tenda do telão, montada na Praça da Matriz em Paraty. Assim que os dois subiram ao palco, as cerca de mil pessoas que estavam no local puxaram um coro de "Fora, Temer". Na ocasião, Lázaro disse: "Lima Barreto, se aqui estivesse, também estaria gritando Fora, Temer" e provocou uma ovação geral. 

A historiadora, biógrafa de Lima, homenageado nesta edição da Flip, disse ainda que a obra de Lima Barreto "é clássica porque nunca acabamos de lê-la. Talvez neste momento estejamos prontos para a atualidade dele, que buscava uma República menos falha, uma democracia mais plena, menos racista e com menos feminicídios".

Na sequência, Lázaro Ramos leu o texto O Destino da Literatura, publicado por Lima Barreto em outubro de 1921 na revista Souza Cruz, que acabou por se tornar o testamento de sua obra. 

A Flip começou na noite desta quarta-feira, 26, e segue até domingo, 30, em Paraty.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.