AFP
AFP

Licença de repórter de Saint-Exupéry na Guerra Civil Espanhola é achada

Autor de 'O Pequeno Príncipe' foi enviado especial de jornais franceses

AFP

05 Julho 2016 | 18h07

Um espanhol encontrou a licença de repórter que acredita ser do escritor Antoine de Saint-Exupéry durante a Guerra Civil espanhola, confirmaram nesta terça-feira, 5, oficiais que documentam o conflito histórico. O autor de O Pequeno Príncipe foi enviado especial dos jornais franceses no período.

A licença do escritor e jornalista ficou desaparecida por não ter sido guardada junto com outras certificações da época, explicou à agência France Presse a diretora-adjunta do Arquivo Geral da Guerra Civil Espanhola, María José Turrión.

O documento do francês, datado de 16 de abril de 1937, foi emitido pela Secretaria de Propaganda da República, do lado perdedor da guerra. Com 36 anos na época, Saint-Exupéry se apresentava como aviador e "escrivão", provavelmente um erro de tradução do francês "écrivain" (escritor).

A ficha "tem um valor extraordinário. Sua licença dá os dados exatos de sua presença em Madri", disse Policarpo Sánchez, advogado e historidador aficionado de 52 anos, que encontrou o documento em 30 de junho. O escritor desapareceu no mar a bordo de seu avião em 1944.

Mais conteúdo sobre:
Guerra Civil Madri Literatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.