O poeta Ferreira Gullar é um dos destaques desta edição da Bienal do Livro do Rio. Ele está lançando sua 'Autobiografia Poética' pela Autêntica FABIO MOTTA/ESTADÃO
O poeta Ferreira Gullar é um dos destaques desta edição da Bienal do Livro do Rio. Ele está lançando sua 'Autobiografia Poética' pela Autêntica FABIO MOTTA/ESTADÃO

Leitores publicam poemas de Ferreira Gullar como homenagem; leia

Escritor, poeta e teatrólogo morreu neste domingo, 4, após ser internado no Hospital Copa D'Or na Zona Sul do Rio com pneumonia

O Estado de S. Paulo

04 Dezembro 2016 | 14h21

Poeta, crítico, articulista, dono de posições fortes e sempre preocupado com o Brasil, Ferreira Gullar morreu neste domingo, 4, no Rio, não sem deixar uma extensa e prolífica obra literária, que chegou a lhe render uma indicação ao Prêmio Nobel de Literatura.

ENTREVISTA: Ferreira Gullar, em 2015: ‘A poesia, como vejo, nasce do espanto’

Nas redes sociais, leitores, colegas e fãs de Gullar postaram um mar de poemas e textos do escritor, como uma homenagem. Leia alguns:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.