J.K. Rowling volta às livrarias com obra beneficente

'Os Contos de Beedle, o Bardo' chegará às lojas na quinta-feira, em lançamento internacional que inclui o Brasil

Mike Collett-White, da Reuters,

02 de dezembro de 2008 | 11h26

O novo livro da autora britânica J.K. Rowling, seu adeus extra-oficial às aventuras do menino mago Harry Potter, que a transformaram na escritora mais rica do mundo, chegará às livrarias na quinta-feira, em lançamento internacional que inclui o Brasil.  Veja também:Novo trailer de 'Harry Potter 6' é divulgado na internetEstudo divide leitores de Harry Potter em 'casas' de Hogwarts J.K. Rowling é a autora mais bem paga do mundo, diz ForbesEspecial Harry Potter  Os lucros obtidos com as vendas de Os Contos de Beedle, o Bardo, previsto para virar best-seller apesar de a série de sete livros sobre Harry Potter ter terminado, serão revertidos para uma organização de caridade co-fundada por Rowling para beneficiar crianças carentes no leste europeu. Beedle, o Bardo é uma coletânea de cinco contos de fadas e é mencionado no último livro da série, Harry Potter e as Relíquias da Morte, como tendo sido deixado para Hermione Granger, amiga de Harry, pelo diretor da escola Hogwarts, professor Dumbledore. Apenas um dos cinco contos - O Conto dos Três Irmãos - foi relatado no livro de Harry Potter, e o volume contém pistas que se mostrariam cruciais na missão final de Harry de destruir o Lorde Voldemort. Num indicativo do interesse que o novo livro deve gerar entre os fãs jovens e velhos de Harry Potter, uma das sete cópias ilustradas e manuscritas de Beedle, o Bardo feitas por Rowling foi arrematada por US$ 4 milhões num leilão no ano passado. A livraria online Amazon, que comprou o exemplar, está imprimindo até 100 mil cópias de colecionador que custam US$ 100 cada, e a tiragem global do livro será de aproximadamente 7,5 milhões de exemplares. As editoras e livrarias entregarão os lucros líquidos à organização beneficente indicada depois de cobertos seus custos, e as livrarias que o venderem com desconto - uma prática comum com a série Potter, devido à disputa por participação no mercado - sofrerão prejuízos. Incentivo à caridade No catálogo de venda do exemplar leiloado, Rowling escreveu: "Os Contos de Beedle, o Bardo é na realidade uma destilação dos temas encontrados nos livros de Harry Potter, e escrever o livro foi a maneira mais maravilhosa de me despedir de um mundo que habitei e amei por 17 anos'." A escritora espera que o livro satisfaça as expectativas e renda milhões de libras para a organização The Children's High Level Group, que ela fundou com a deputada européia Emma Nicholson. A organização faz campanhas para proteger e promover os direitos de crianças em toda a Europa. Ela começou a atuar na Romênia, passando depois para Moldávia, Geórgia, Armênia e República Tcheca. Em julho de 2007, Relíquias da Morte se tornou o livro que vendeu mais rapidamente na história. Ao todo, os livros de Harry Potter já venderam 400 milhões de cópias em todo o mundo e foram traduzidos para 67 línguas. Além disso, geraram uma franquia de filmes de sucesso que já lançou cinco filmes e arrecadou cerca de US$ 4,5 bilhões. Estão previstos mais três filmes - Relíquias da Morte será dividido em duas partes. Beedle, o Bardo pode não ser o último adeus de Rowling ao mundo de Harry Potter. Ela já disse que pretende lançar uma enciclopédia sobre a série, com renda também a ser revertida para caridade. A autora de 43 anos foi a um tribunal de Nova York este ano para processar uma editora americana independente que pretendia lançar um livro de referência a Harry Potter com 400 páginas. Um juiz decidiu a seu favor em setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
J.K. RowlingHarry Potter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.