REUTERS/Toby Melville/File Photo
REUTERS/Toby Melville/File Photo

J. K. Rowling se recupera de suspeita da covid-19

'Nas últimas duas semanas, tive todos os sintomas de C19 (embora não tenha sido testada)', disse Rowling em sua conta no Twitter

Jill Serjeant, Reuters

06 de abril de 2020 | 17h54

 J.K. Rowling, autora de Harry Potter, informou nesta segunda-feira, 6, que se recuperou de um caso suspeito de covid-19 após duas semanas doente. “Nas últimas duas semanas, tive todos os sintomas de C19 (embora não tenha sido testada)”, disse Rowling em sua conta no Twitter. Ela também compartilhou um vídeo de uma técnica de respiração que, segundo ela, a ajudou a tratar seus piores sintomas e estava sendo orientada pelo marido, que é médico no Reino Unido.

“Estou realmente completamente recuperada e queria compartilhar uma técnica recomendada pelos médicos, que não custa nada, não tem efeitos colaterais desagradáveis, mas poderia ajudar muito você/seus entes queridos, como fez para mim”, acrescentou.

 


Rowling, de 54 anos, cuja série de livros Harry Potter e os filmes subsequentes têm milhões de fãs ao redor de todo o mundo, foi a mais recente personalidade a anunciar a recuperação da doença, causada pelo novo coronavírus, que matou mais de 70 mil pessoas em todo o mundo.

A lista crescente inclui os atores Tom Hanks e Idris Elba, a cantora pop dos Estados Unidos Pink e o herdeiro do trono britânico príncipe Charles.

Na semana passada, Rowling anunciou que Harry Potter e a Pedra Filosofal, o primeiro livro da série sobre o menino bruxo, estará disponível gratuitamente em todo o mundo como um ebook e audiolivro durante todo o mês de abril, como parte de uma iniciativa para ajudar pais, cuidadores e professores a entreterem crianças em casa.

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírusJ. K. RowlingHarry Potter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.