Suzanne Plunkett/Reuters
Suzanne Plunkett/Reuters

J. K. Rowling ataca, de novo, Trump e diz que fábula de Esopo foi premonitória

A autora de 'Harry Potter' se dirigiu ao presidente dos EUA em sua conta do Twitter

Redação, O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2017 | 21h05

“Parabéns, Esopo. ‘As rãs que queriam um rei’ não era uma fábula, era uma premonição e tanto”, escreveu J. K. Rowling no Twitter. A autora de Harry Potter ilustrou seu tuíte com uma foto do presidente americano Donald Trump e de um sapo. 

Na fábula, as rãs cansadas da desordem em que viviam, pedem um rei a Zeus. Ele então envia um tronco. Elas se assustaram e fugiram para a parte mais funda do açude. Quando a madeira já não se mexia, elas subiram em seu rei e zombaram dele. Voltaram a Zeus e pediram outro, mais energético. Ele então mandou uma cobra, ou uma cegonha, que devorou as rãs. Moral: melhor um um bravo homem, mas lento, que outro que semeia o terror.

 

Tudo o que sabemos sobre:
EsopoTwitterJ.k. RowlingDonald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.