Editora Geektopia
Editora Geektopia

HQ ‘Amor é Amor’ faz homenagem a vítimas do ataque à boate Pulse

Organizada por Marc Andreyko, antologia reúne personagens e atores famosos

Pedro Rocha, ESPECIAL PARA O ESTADO

08 Dezembro 2017 | 06h00

Em 12 de junho de 2016, 49 pessoas perderam a vida num ataque de ódio, realizado por um atirador na boate Pulse, voltada para o público LGBT, em Orlando, nos EUA. Consternado, o quadrinista Marc Andreyko pensou em como poderia ajudar sobreviventes e familiares das vítimas. “Foi quase instintivo”, revela ao Estado sobre como surgiu a ideia de criar o livro Amor é Amor. “Como alguém que cresceu com movimentos como We Are The World e o Live Aid, quis criar algo que pudesse arrecadar fundos.”

Andreyko é autor de obras da DC Comics como Manhunter, Wonder Woman ‘77’, Batwoman, além de alguns títulos de outras editoras. Por isso, sua solução foi criar uma antologia em quadrinhos, que reuniria diversos personagens clássicos como Batman, Superman, Arlequina e muitos outros, para falar sobre amor e diversidade. Foi mais além, até personagens como Harry Potter ganharam espaço na publicação. “O livro serve como um monumento para os mortos e feridos”, acredita.

O quadrinho chegou ao Brasil, lançado pela editora Geektopia, há poucas semanas. Lançado nos EUA no final do ano passado, já conseguiu arrecadar por lá mais de 200 mil dólares para o fundo Equality Florida. “Foi um privilégio ser parte de algo capaz de ajudar, tanto sobreviventes quanto familiares das vítimas, a ter um pouco de paz. Mudou a minha vida.”

Além de personagens famosos, os autores que colaboraram para a antologia também são bem conhecidos. Atores como Matt Bomer e Patton Oswalt, quadrinistas como o brasileiro Rafael Albuquerque, além da autora J.K. Rowling, são alguns deles. Criadora de Harry Potter, Rowling é talvez a mais célebre das contribuições. Com um desenho de Jim Lee, ela emprestou para Amor é Amor uma frase do livro Cálice de Fogo: “Diferenças de hábito e linguagem não são nada se nossas metas são idênticas e nossos corações estão abertos.”

Marc Andreyko comemora a inclusão de tantos personagens icônicos para o tributo. “Eles são a mitologia moderna e se conectam com muitos de nós”, analisa. “Sou grato pela generosidade da DC, Archie, J.K. Rowling e tantos outros, por terem garantido a permissão de usar seus personagens lendários.”

E como Andreyko conseguiu tantas contribuições? “Gostaria de ter uma história mais complicada, mas simplesmente pedi, bastante”, explica. “O processo curatorial foi bem emocionante, já que cada pedaço enviado continha a angústia, tristeza e esperança de paz de seus criadores.”

O sucesso da antologia surpreendeu o seu organizador. Além de Brasil, mais seis países também lançaram o livro. “É mais do que eu poderia sonhar ou imaginar”, diz Marc, que afirma que a publicação já vai para a sua nona edição nos EUA. Com o lançamento de Amor é Amor, o quadrinista chega ao País para participar da Comic Con Experience, em São Paulo, que vai até o domingo, 10. Ele, inclusive, elogia o trabalho dos brasileiros que ajudaram na antologia. “Tenho trabalhado com muitos criadores brasileiros na minha carreira e a generosidade imediata deles me fez os amar ainda mais.” 

No geral, a antologia conta com colaboradores de diversas áreas e diversas origens. A palavra-chave para Andreyko, em sua curadoria, foi justamente diversidade. “O mundo é um lugar diverso e quando nós entendermos que o ‘diferente’ não é nada para se temer, e abrirmos nossos corações para aceitar e compreender, poderemos encontrar o amor”, acredita. “Amor é algo que nós precisamos cada dia mais em nosso mundo.”

E sobre o título, ele explica. “Amor é universal, não importa o formato. Se deixarmos as diferenças de lado, vamos ver que o que nos une é o desejo de sermos amados e de amar.”

AMOR É AMOR

Org.: Marc Andreyko

Tradução: Maurício Muniz

Editora: Geektopia 

(144 págs., 1ª edição, R$ 39,90)

Mais conteúdo sobre:
Superman Harry Potter J K Rowling

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.