Div
Div

Homenagem a Cortázar e Bioy na Biblioteca Nacional da Espanha

Instituição prepara celebração do centenário de nascimento da dupla

EFE

22 Setembro 2014 | 09h37

MADRI - A Biblioteca Nacional da Espanha (BNE) vai prestar uma homenagem aos escritores argentinos Julio Cortázar e Adolfo Bioy Casares na próxima terça-feira, 23, celebrando o centenário de nascimento da dupla.

Nascidos com menos de um mês de diferença, entre agosto e setembro de 1914, esses dois expoentes da literatura argentina compartilharam uma trajetória paralela no meio literário, apesar de suas divergências no âmbito político.

Segundo a BNE, o ato da homenagem reunirá os escritores argentinos Martín Caparrós e Rodrigo Fresán, que serão os encarregados de interpretar as visíveis diferenças e as não tão visíveis semelhanças entre Cortázar e Bioy Casares.

Porque além de compartilhar a profissão, nacionalidade, ano de nascimento e o gosto pelo fantástico, Julio Cortázar e Adolfo Bioy Casares escreveram - sem saber e quase simultaneamente - um conto de trama similar: La Puerta Condenada e Un Viaje o El Mago Inmortal, respectivamente.

Martin Caparrós, romancista e cronista de sua geração, percorreu a Argentina e o mundo. Hambre, seu último livro, conta a terrível realidade de diversas regiões do planeta.

O também romancista Rodrigo Fresán recria em La Parte Inventada, sua obra mais recente, o mito do escritor que se refugia nos clássicos contra a tirania das telas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.