Suzanne Plunkett/ Reuters
Suzanne Plunkett/ Reuters

'Harry Potter' ainda faz mágica para receita da editora Bloomsbury

Edições especiais com capas vintage e novas artes têm ajudado a atrair os leitores de volta ao formato impresso

Reuters

24 Outubro 2017 | 09h22

Harry Potter continua fazendo mágica para a editora Bloomsbury 20 anos após seu lançamento, com edições especiais de sua primeira aventura ajudando a aumentar a receita da companhia em 15 por cento.

A Bloomsbury lançou novas edições do livro de J.K. Rowling Harry Potter e a Pedra Filosofal com capas dedicadas às casas da escola de bruxaria de Hogwarts --Grifinória, Sonserina, Lufa-Lufa e Corvinal-- para marcar o aniversário da saga, em junho.

** 'Hogwarts brasileira' oferece imersão no mundo da magia no interior de SP

Os novos designs ajudaram a divisão comercial infantil da Bloomsbury a entregar o que disse ter sido “outra excelente” performance, aumentando a receita em um terço em seu primeiro semestre.

A receita gerada pelos livros Harry Potter cresceu 40 por cento nesse período, informou a companhia nesta terça-feira, e o jovem bruxo e seu universo mágico terão forte presença na investida da editora no importante mercado de Natal.

“Nós temos uma forte lista para o segundo semestre incluindo a edição ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, a edição ilustrada de Animais Fantásticos e Onde Habitam e dois grande livros para acompanhar a exibição sobre Harry Potter na Biblioteca Britânica”, disse o chefe-executivo da editora, Nigel Newton.

A sólida performance da Bloomsbury reflete uma melhora mais ampla no mercado editorial britânico, onde edições especiais com capas vintage e novas artes têm ajudado a atrair os leitores de volta ao formato impresso.

 

Mais conteúdo sobre:
J.k. Rowling Harry Potter

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.