Companhia das Letras
Companhia das Letras

Flipop 2021 vai simular ambientes físicos, com estandes de editoras, café e sessões de autógrafos

Entre os convidados da Flipop, estão autores como Leah Johnson, Rachel Hawkins e Paula Pimenta

Redação, O Estado de S. Paulo

22 de julho de 2021 | 09h00

Flipop, o festival de literatura pop da Seguinte, selo do Grupo Companhia das Letras, que discute temas como representatividade e leitura na adolescência, começa nesta quinta, 22, e tenta se aproximar mais da ideia de um evento virtual. Não se trata apenas de promover e transmitir eventos literários online, como a maioria fez. A proposta é levar o participante para dentro do espaço, e a plataforma criada para a Flipop, que segue até domingo, 25, vai simular ambientes físicos e espaços para interação.

A programação de debates e conversas vai acontecer na palco principal. Há também uma galeria ao ar livre com exposição de capas de livros e os estandes das editoras participantes (Editora Alt, Grupo Autêntica, HarperCollins Brasil, Editora Nacional, Planeta, Rocco, Suma e Seguinte). Esta é a primeira vez que o evento é aberto a outras editoras, e elas estarão lá com autores na programação e com venda de livros. No andar de cima, vai ficar o solário com a simulação de um café, onde as pessoas poderão conversar por meio de salas virtuais nos intervalos das mesas. 

Sessões de autógrafos também serão organizadas em salas fechadas, com entrada limitada e condicionada à compra dos livros no site da Companhia das Letras. Serão três lançamentos: Meu Corpo Virou Poesia, de Bruna Vieira; Conectadas, de Clara Alves; e Enquanto Eu Não Te Encontro, de Pedro Rhuas.

A programação do Flipop 2021 (veja abaixo) é destinada aos leitores jovens. A entrada é gratuita, mas a inscrição deve ser feita pelo site do festival. 

Flipop: Autores brasileiros e estrangeiros

Entre os autores internacionais do Flipop estão Leah Johnson, de Espere Até Me Ver de Coroa (Editora Alt), Rachel Hawkins, de Sua Alteza Real (Editora Alt), Elizabeth Acevedo, de Agora Que Ele Se Foi (Editora Nacional), Ibi Zoboi e Yusef Salaam, de Socando ao Ar (HarperCollins Brasil), além das autoras de Blackout (Seguinte), Dhonielle Clayton, Tiffany D. Jackson, Angie Thomas, Ashley Woodfolk e Nicola Yoon. Alice Oseman, que lança os dois primeiros volumes de Heartstopper durante a Flipop também é destaque.

A programação está repleta também de autores brasileirosPaula Pimenta, Íris Figueiredo, Clara Alves, Isadora Zeferino, Ilustralu, Juan Julian, Pedro Rhuas e Vitor diCastro são alguns dos convidados que vão discutir temas que vão de quadrinhos a astrologia, de histórias LGBTQIAP+ à necessária pluralidade geográfica nos livros para jovens adultos.

A Flipop foi criado em 2017. Esta é a segunda edição online do evento. 

Programação da Flipop 2021

Quinta, 22/7

  • 15h: YA ontem e hoje

Com Ana Lima, Juan Julian e Paula Pimenta

Mediação: Frini Georgakopoulos

O mercado de livros para o público jovem mudou muito nos últimos anos, e a cara do YA atual já não é a mesma de algum tempo atrás. Quais são as principais diferenças que hoje imperam no mercado? O perfil dos autores já não é o mesmo — e o dos leitores, será? Esta é uma conversa com quem assistiu o YA mudar e evoluir e está fazendo parte dessa mudança.

  • 17h: Quadrinhos para jovens

Com Isadora Zeferino, Lila Cruz e Monge Han

Mediação: Gabriela Borges (Mina de HQ)

As histórias em quadrinhos são muito queridas e apreciadas há bastante tempo. Com a possibilidade de divulgação de histórias pela internet, acompanhamos um crescimento cada vez maior de quadrinhos que fazem muito sucesso especialmente entre jovens e adolescentes. Esta é uma conversa para descobrirmos mais sobre a arte das HQs dentro e fora das redes sociais.

  • 19h: Romances em versos

Com Elizabeth Acevedo, Ibi Zoboi e Yusef Salaam

Mediação: Isa Souza

Um bate-papo com Elizabeth Acevedo, autora de Agora que ele se foi (Editora Nacional), e Ibi Zoboi e Yusef Salaam, autores de Socando o ar (HarperCollins Brasil). Painel com tradução simultânea.

  • Sexta, 23/7

10h: Sessão de autógrafos virtual com Bruna Vieira

Participe de um encontro virtual com a autora e receba o livro autografado em sua casa. Ingresso mediante compra do livro Meu corpo virou poesia no site da editora. Quantidade limitada. 

15h: Histórias escritas nas estrelas

Com Leo Oliveira, Luly Trigo, Papisa e Vítor diCastro

Mediação: Gabriela Tonelli

Todas as pessoas parecem cada vez mais interessadas em astrologia, e isso está se refletindo na literatura (especialmente nos livros para jovens). Neste bate-papo, nossos convidados vão conversar sobre como os astros fazem parte de suas histórias (escritas e vividas).

17h: Be gay do crimes whatever you want

Com Brenda Bernsau, Eric Novello e Giu Domingues

Mediação: Clara Alves

É inegável a importância de histórias sobre a descoberta da sexualidade e "sair do armário". Mas também queremos ver histórias em que ser LGBTQIAP+ é apenas mais uma característica dos personagens, que estão mais preocupados em fazer magia, desvendar mistérios ou salvar o mundo.

19h: Romances entre garotas

Com Leah Johnson e Rachel Hawkins

Mediação: Diana Kalaf

Um bate-papo com Leah Johnson, autora de Espere até me ver de coroa (Alt), e Rachel Hawkins, autora de Sua Alteza Real (Alt). Painel com tradução simultânea.

  • Sábado, 24/7

10h: Sessão de autógrafos virtual com Clara Alves

Participe de um encontro virtual com a autora e receba o livro autografado em sua casa. Ingresso mediante compra do livro Conectadas no site da editora. Quantidade limitada.

15h: Descentralizando a literatura nacional

Com G. G. Diniz, Ilustralu e Pedro Rhuas

Mediação: Deko Lipe

Apesar de o mercado editorial tradicional estar abrindo os olhos para narrativas ambientadas no Nordeste e escritas por autores da região, esses livros são muitas vezes considerados "regionalistas", por estarem fora do Sudeste. Quais são os caminhos para descentralizar as histórias produzidas no Brasil e alcançar uma produção literária mais plural, que represente as mais diversas realidades do nosso país?

17h: Escritores no mercado editorial

Com Ana Rosa, Iris Figueiredo e Solaine Chioro

Mediação: Jana Bianchi

Quem trabalha no mercado editorial conhece os bastidores do livro e todas as etapas de publicação de uma obra. Mas como esse conhecimento contribui para quem, além de trabalhar no mercado, também escreve seus próprios livros?

19h: Romances de fazer suspirar

Com Jennifer Niven e Maurene Goo

Mediação: Iris Figueiredo

Um bate-papo com Jennifer Niven, autora de Por lugares incríveis e Sem ar (Seguinte), e Maurene Goo, autora de Um lugar só nosso e Isso que a gente chama de amor (Seguinte). Painel com tradução simultânea.

  • Domingo, 25/7

10h: Sessão de autógrafos virtual com Pedro Rhuas

Participe de um encontro virtual com a autora e receba o livro autografado em sua casa. Ingresso mediante compra do livro Enquanto eu não te encontro no site da editora. Quantidade limitada. 

15h: Bate-papo com Alice Oseman

Mediação: Ilustralu

Uma conversa entre as quadrinistas Ilustralu, autora de Arlindo, e Alice Oseman, autora de Heartstopper, que será publicado pela Seguinte em setembro. Painel gravado, inclui legendas em português.

17h: Um novo mercado

Com Alec Costa, Bruna Fontes e Stefano Volp

Mediação: Raíssa Pena

O mercado literário tem passado por grandes mudanças e se reinventado a cada dia, especialmente neste último ano. E são muitas as pessoas que vêm trazendo inovações e criando novas práticas para este espaço tão tradicional. Quais são os principais desafios e o que podemos esperar para o futuro de quem faz, compra e lê livros?

19h: Uma conversa sobre Blackout

Com Dhonielle Clayton, Tiffany D. Jackson, Angie Thomas, Ashley Woodfolk e Nicola Yoon

Mediação: Érica Imenes

Um bate-papo com cinco das seis autoras de Blackout: O amor também brilha no escuro, que será publicado pela Seguinte em agosto. Seis histórias de amor entrelaçadas. Uma noite que tinha tudo para ser um desastre – mas acaba sendo brilhante. Painel com tradução simultânea.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.