Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Marcelo Crivella manda recolher HQ com beijo gay e fiscais são vaiados na Bienal do Rio

Segundo os organizadores, exemplares de 'Vingadores - A Cruzada das Crianças' se esgotaram na manhã desta sexta-feira, 6, após críticas

Roberta Jansen, O Estado de S. Paulo

06 de setembro de 2019 | 13h16

Fiscais da Secretaria Municipal de Ordem Pública estiveram no início da tarde desta sexta-feira, 6, na Bienal do Livro do Rio para checar de que forma o livro em quadrinhos 'Vingadores - A Cruzada das Crianças' estava sendo comercializado. Sob vaias de parte do público, os fiscais percorreram vários estandes, mas não encontraram nenhum exemplar do livro. Menos de 40 minutos depois da abertura da bienal, o livro já estava esgotado nos 520 estandes.

Na véspera, o prefeito Marcelo Crivella havia criticado o livro, que apresenta personagens gays. A Prefeitura informou que não se trata de homofobia, mas sim do respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente, que recomenda que “publicações com cenas impróprias a crianças e adolescentes sejam comercializadas com lacre”.

Bienal do Livro do Rio de Janeiro diz que é um direito do consumidor solicitar a troca de um produto que ele comprou e não gostou, como prevê o Código de Defesa do Consumidor. Essa foi a resposta dada, em comunicado, depois que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, mandou recolher, na quinta-feira, 5, a HQ, com a justificativa de que é preciso proteger as crianças.

"Pessoal, precisamos proteger as nossas crianças. Por isso, determinamos que os organizadores da Bienal recolhessem os livros com conteúdos impróprios para menores. Não é correto que elas tenham acesso precoce a assuntos que não estão de acordo com suas idades", disse Crivella em vídeo publicado em seu perfil do Twitter. Para o prefeito, "livros assim" precisam estar em um plástico preto, lacrado, avisando o conteúdo.

De acordo com a presidente da Comissão de Direitos da Criança e do Adolescente da OAB, Silvana do Monte Moreira, a determinação do estatuto só se aplica a casos em que há imagens de nudez ou sexo explícito. No caso do livro da Marvel, há somente uma imagem de um beijo entre dois homens inteiramente vestidos dentro do livro, não na capa. A especialista lembra que o casamento e a família homoafetiva são reconhecidos no País desde 2011. 

Lançada em 2010, 'Vingadores - A Cruzada das Crianças', que não é destinada ao público infantil, mostra os personagens Wiccano e Hulkling como namorados, e mostra beijo entre os dois. A Marvel não participa da Bienal do Livro do Rio com estande, mas seus livros estavam à venda nos estandes de outros expositores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.