AP
AP

Finalistas do Man Booker Prize 2016 são anunciados

Lista inclui dois autores britânicos, dois canadenses e dois norte-americanos

O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2016 | 18h00

Foram divulgados nesta terça-feira, 14, os seis finalistas do Man Booker Prize, um dos prêmios literários mais importantes do mundo. A lista deste ano, anunciada por Amanda Foreman, presidente do júri, é composta por dois autores britânicos, dois canadenses e dois norte-americanos. 

O canadense David Szalay concorre com All That Man Is, enquanto a britânica Deborah Levy entra com Hot Milk. Levy já tinha sido finalista em 2012, pelo livro Swimming Home. Já o norte-americano Paul Beatty, outro finalista, chega com The Sellout, uma sátira sobre a vida dos negros nos Estados Unidos, enquanto a canadense Madeleine Thien concorre com Do Not Say We Have Nothing, sobre a revolução cultural na China. A lista de finalistas é completada pelo romance de estreia da autora americana Ottessa Moshfegh, Eileen, e pelo conto de crime histórico His Bloody Project, do escocês Graeme Macrae Burnet.

O Man Booker Prize que começou em 1969, é aberto a escritores de qualquer nacionalidade, desde que o livro tenha sido traduzido para o inglês e lançado no Reino Unido. Para a edição deste ano, 155 livros foram inscritos, com lançamento entre outubro de 2015 e setembro de 2016.

Os finalistas recebem cerca de R$ 11 mil e uma edição especial de seus livros. O vencedor, revelado no dia 25 de outubro, vai levar cerca de R$ 215 mil para casa. No ano passado, o prêmio ficou com o autor jamaicano Marlon James, por A Brief History of Seven Killings.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.