Usina dos Sonhos/Divulgação
Usina dos Sonhos/Divulgação

Festival leva poesia em azulejos às ruas da paulista Dois Córregos

Iniciativa 'Caminho da Poesia' criará 'corredor literário' de 500 metros de extensão

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2019 | 14h59

SOROCABA - Conhecida pelo filme homônimo de Carlos Reichenbach, a cidade de Dois Córregos, de 26 mil habitantes, no interior de São Paulo, quer se destacar agora no universo da literatura. No próximo dia 6, será inaugurado o Caminho da Poesia, com a instalação, em ruas da cidade, de 264 azulejos mesclando poemas de grandes escritores brasileiros, como Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade e Cora Coralina, e de poetas locais.

A iniciativa acontece durante o 12.º Festival de Poesia de Dois Córregos, que vai de 1.º a 7 de abril, e marca os 25 anos do Instituto Usina de Sonhos, criado e mantido pelo empresário José Eduardo Mendes Camargo, que também é poeta.

Os azulejos, de 20 cm por 20, serão fixados em fachadas de casas e prédios comerciais, a 1,5 m do chão para facilitar a leitura de quem passa pela rua. O caminho poético terá 500 m de extensão em trechos das ruas principais da cidade, num percurso que vai da sede da Usina ao prédio da Prefeitura. Conforme Denise Carmesini Alves de Lima, vice-presidente do instituto, os donos dos imóveis foram procurados e autorizaram a instalação, que terá caráter definitivo. Assim, o Caminho da Poesia passa a ser uma atração cultural permanente na cidade. “A iniciativa foi bem recebida pelos moradores”, disse.

A instalação das placas será acompanhada pela Banda Musical Municipal e terá, no encerramento, apresentações dos poetas Mailson Furtado Viana, vencedor do Prêmio Jabuti de 2018, Sidnei Maschio e Francisco Carlos Pontes. As atividades poéticas do festival, incluindo o Momento Literário, serão realizadas no Centro Cultural, no Museu da Gente e, com maior concentração, na Praça Arthur Carvalho, todas abertas ao público. Conforme Elenir Paulucci, diretora de Cultura e Turismo, haverá oficinas, lançamentos e declamações com a participação das escolas.“A cidade toda vai respirar poesia”, disse.

Entre os lançamentos, destacam-se o livro Para Toda Vida, do poeta Edimilson Eufrásio, e o CD A Coragem de Ser Poeta, de Mendes Camargo, com dez poemas musicados por Eduardo Santhana. Haverá ainda uma feira da educação, envolvendo estudantes locais. Na noite do dia 6, a cantora e compositora paraense Fafá de Belém canta e declama na Praça da Matriz. Todos os eventos do festival são gratuitos. 

O Instituto dos Sonhos é uma ONG de incentivo à cultura que também atua em defesa do meio ambiente e da economia criativa. Empresário e poeta, Mendes Camargo diz que a usina tem como missão transformar a vida das pessoas por meio da educação e da poesia.

O filme Dois Córregos, de 1999, ambientado na cidade do interior paulista e em Cidreira (RS), conta a história de três mulheres, vividas pelas atrizes Ingra Liberato, Vanessa Goulart e Luciana Brasil, que convivem com um homem que se esconde de perseguição no período da ditadura. O ator Carlos Alberto Ricelli vive esse personagem. No início do filme, a atriz Beth Goulart lembra sua adolescência em Dois Córregos. Em novembro de 2015, o filme entrou na lista da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes nacionais de todos os tempos.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.