Ferreira Gullar formaliza candidatura à cadeira da ABL

Poeta concorre à vaga que foi ocupada por Ivan Junqueira

Roberta Pennafort , O Estado de S. Paulo

11 de julho de 2014 | 16h21

Depois de negar por anos, o poeta Ferreira Gullar formalizou sua candidatura à Academia Brasileira de Letras, na vaga do amigo Ivan Junqueira, que morreu há 8 dias. "Depois de tanto dizer não, cheguei a um ponto de resolver dizer sim. Morreu o Ivan Junqueira, que era um grande amigo, uma pessoa muito próxima. Tem tanta gente pedindo, então tudo bem...", comentou Gullar, amigo de vários acadêmicos: Antônio Torres, Cícero Sandroni, Antônio Carlos Secchin, Eduardo Portella.

"O Portella me persegue há muitos anos, telefona... Sempre gentil, cordial", brincou. Ele continua achando que não tem "perfil acadêmico". "Minha cabeça não funciona assim, e essa é a razão principal que sempre me levou a resistir. Mas a essa altura, tudo bem. Minha candidatura foi apresentada. O que vai acontecer não depende de mim."

A cadeira de Junqueira foi declarada vaga na última quinta-feira, 10, quando foi realizada na ABL a chamada Sessão da Saudade. Os interessados têm um mês para mandar cartas de candidatura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.