EFE/EPA/MAURITZ ANTIN
EFE/EPA/MAURITZ ANTIN

Feira do Livro de Frankfurt mantém edição 2020, anunciada para outubro

Maior evento editorial do mundo vai ser realizada na cidade alemã, com edição presencial e online

Redação, O Estado de S. Paulo

27 de maio de 2020 | 21h17

A Feira do Livro de Frankfurt anunciou nesta quarta-feira, 27, que sua edição 2020 será realizada, de maneira presencial, na cidade alemã, entre os dias 14 e 18 de outubro. A decisão da Associação Alemã de Editores e Livreiros foi tomada após a liberação do estado de Hesse, na região central do país, onde fica Frankfurt.

Os eventos serão realizados nos galpões tradicionais, em locais da cidade e, ao mesmo tempo, virtualmente. Segundo a organização, um plano detalhado de higienização e manutenção da saúde de visitantes, exibidores e funcionários será implementado, de acordo com a orientação das autoridades de saúde, que já o aprovaram.

“A Frankfurter Buchmesse é o showcase para a indústria internacional do livro", disse o presidente do conselho da Feira, Siegmar Mosdorf, em nota. "Queremos usar esse potencial apesar da pandemia, mantendo o evento em nome da indústria do livro e do seu futuro."

Para o diretor da Feira, Juergen Boos, é mais importante do que nunca que o evento seja realizado em 2020. "Por conta da pandemia, a edição deste ano será especial, com uma programação no local combinada por uma oferta digital, de olho no futuro." Ele explicou que o evento está desenvolvendo formatos de eventos digitais para que editoras e outras empresas do mundo todo possam participar.

No local, são esperados visitantes e exibidores da Europa, mas profissionais de outros países ainda dependem da liberação das autoridades sobre as restrições de voos para o continente. Mais detalhes sobre a programação serão divulgados no fim de junho.

O Canadá é o país homenageado desta edição, e os organizadores dos dois países trabalham para adaptar a homenagem ao momento atual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.