Wilton Juniro/Estadão
Wilton Juniro/Estadão

Evandro Affonso Ferreira e Lúcia Hiratsuka entre os vencedores dos prêmios da Biblioteca Nacional

O Prêmio Literário da Biblioteca Nacional reconhece o trabalho de autores em 9 categorias; os premiados ganham R$ 30 mil cada um

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

13 Novembro 2018 | 16h42

A Biblioteca Nacional anunciou nesta terça-feira, 13, os vencedores de seus prêmios literários. Evandro Affonso Ferreira ganhou o Prêmio Machado de Assis com o romance Nunca houve tanto fim como agora (Record). Gustavo Pacheco, o Prêmio Clarice Lispector, de contos, com  Alguns Humanos (Tinta-da-China). Lúcia Hiratsuka ganhou o Prêmio Sylvia Orthof com o livro Chão de Peixes.

São, ao todo, 9 categorias e os premiados ganham R$ 30 mil cada um.

Veja a lista dos vencedores do Prêmio Literário 2018 da Biblioteca Nacional

Categoria Conto – Prêmio Clarice Lispector

Comissão julgadora: Carlos Henrique Schroeder; Francisco Foot Hardman e Ítalo Moriconi.

Vencedor: Gustavo Pacheco, com a obra Alguns humanos, Tinta-da-China.

2º lugar: Noemi Jaffe, com a obra Não está mais aqui quem falo”, Companhia das Letras.

3º lugar: Pedro de Souza, com a obra Zoografia: zooalgi”, Nankin Editorial.

Categoria Ensaio Literário – Prêmio Mário de Andrade

Comissão julgadora: Eneida Maria de Souza; Hélio de Seixas Guimarães e Marcello Moreira.

Vencedora: Madalena Natsuko Hashimoto Cordaro, com a obra A erótica japonesa na pintura & na escritura dos séculos XVII a XIX, Edusp.

2º lugar: Silvia de Ambrosis Pinheiro Machado, com a obra Canção de ninar brasileira: aproximações, Edusp.

3º lugar: Audrey Ludmilla do Nascimento Miasso, com a obra Epígrafes e diálogos na poesia de Machado de Assis, EdUFSCar

Categoria Ensaio Social – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda

Comissão julgadora: Angela Alonso; Giovana Xavier e Lucia Lippi.

Vencedora: Lilia Moritz Schwarcz, com a obra Lima Barreto: triste visionário, Companhia das Letras.

2º lugar: Elvira Lobato, com a obra Antenas da floresta: a saga das TVs da Amazônia, Objetiva.

3º lugar: Andrea Dip, Em nome de quem? A bancada evangélica e seu projeto de poder, Civilização Brasileira.

Categoria Literatura Infantil – Prêmio Sylvia Orthof

Comissão julgadora: Cecilia Bassarani; Márcia Cavalcante e Nilma Lacerda.

Vencedora: Lúcia Hiratsuka, com a obra Chão de peixes, Pequena Zahar.

2º lugar: Mirna Brasil Portella, com a obra Porco de casa cachorro é, Escrita Fina.

3º lugar: Helena Lima, com a obra Olga, Lago de Histórias.

Categoria Literatura Juvenil – Prêmio Glória Pondé

Comissão julgadora: Anna Rennhack; Beto Silva e Tânia Piacentini.

Vencedor: Lourenço Cazarré, com a obra Os filhos do deserto combatem na solidão, Cepe Editora.

2º lugar: Breno Fernandes, com a obra Mendax, o ladrão de histórias, FB Publicações.

3º lugar: Alexandre de Castro Gomes com a obra Os 12 trabalhos de Severino, SESI-SP.

Categoria Poesia – Prêmio Alphonsus de Guimaraens

Comissão julgadora: José Thomaz Brum; Paulo Franchetti e Vagner Camilo.

Vencedora: Francesca Angiolillo, com a obra Etiópia, 7 Letras.

2º lugar José Mário Rodrigues, com a obra O voo da eterna brevidade, Cepe Editora.

3º lugar: Marcelo Montenegro, com a obra Forte apache, Companhia das Letras.

 Categoria Projeto Gráfico – Prêmio Aloísio Magalhães

Comissão julgadora: Ana Dias; Haron Cohen e Suzane Queiroz.

Vencedores: Gabriela Marques de Castro, Paulo André Chagas e Gustavo Marchetti com a obra O nome do medo, com organização de Lisette Lagnado, Museu de Arte do Rio / Instituto Odeon.

2º lugar: Gustavo Piqueira, com a obra De novo, Lote 42.

3º lugar: Elaine Ramos Coimbra com a obra Corpo a corpo - a disputa das imagens, da fotografia à transmissão ao vivo, IMS, e Raquel Matsushita, com a obra Catálogo de perdas, SESI/SP.

Categoria Romance – Prêmio Machado de Assis

Comissão julgadora: Adauri Silva Bastos; Alcir Pécora e Eliane Robert Moraes.

Vencedor:  Evandro Affonso Ferreira, com a obra Nunca houve tanto fim como agora, Record.

2º lugar: Manoel Herzog, com a obra A jaca do cemitério é mais doce, Alfaguara.

3º lugar: Luis S. Krausz, com a obra Outro lugar, Cepe Editora.

Categoria Tradução – Prêmio Paulo Rónai

Comissão julgadora: Ivone Benedetti; José Roberto O’Shea e Maurício Santana Dias.

Vencedor:  Maurício Mendonça Cardozo, com a obra De minha vida: poesia e verdade (Johann Wolfgang von Goethe), Editora Unesp.

2º lugar: Luciano Dutra, com a obra Pela boca da baleia (Sjón), Tusquets Editores.

3º lugar: Heloisa Jahn, com a obra As alegrias da maternidade (Buchi Emecheta), Dublinense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.