AFP PHOTO / JOEL SAGET
AFP PHOTO / JOEL SAGET

Escritora francesa Fred Vargas vence o Prêmio Princesa das Astúrias de Letras

Autora de romances policiais foi agraciada com a prestigiosa distinção da família real espanhola

AP

24 Maio 2018 | 09h54

MADRI — A escritora francesa de livros policiais Fred Vargas, pseudônimo de Frederique Audoin-Rouzeau, venceu o prestigioso prêmio espanhol Princesa das Astúrias de Letras, pelo seu sucesso em dar nova vida ao gênero.

A fundação do prêmio disse nesta quinta-feira, 24, que Vargas, também uma distinta arqueologista, percebe a sociedade como "um sistema misterioso e complexo".

Eles ainda disseram que as suas histórias de detetives possuem tramas originais e ironia na sua descrição de personagem, bem como uma imaginação abundante.

Vargas, de 60 anos, é best-seller na França e traduzida ao redor do mundo. No Brasil, livros seus foram publicados pela Companhia das Letras, como O Exército Furioso (2012) e Um Lugar Incerto (2011). Ela já ganhou diversos prêmios da Associação de Escritores Policiais (Crime Writer's Association).

O prêmio de 50 mil euros é um das oito distinções Astúrias concedidas todos os anos pela Fundación Princesa de Asturias.

Em outros anos, o prêmio de literatura foi concedido a autores como Philip Roth, John Banville, Antonio Muñoz Molina e Leonard Cohen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.