AFP
AFP

Escritor Milan Kundera recupera cidadania checa depois de 40 anos

Milan Kundera fugiu da então Checoslováquia comunista e vive na França desde 1975

Redação, AP

03 de dezembro de 2019 | 09h55

Milan Kundera, autor de A Insustentável Leveza do Ser, recuperou sua cidadania checa que foi retirada dele há 40 anos. 

O embaixador checo na França, Petr Drulak, disse à uma emissora de TV pública checa que entregou uma certidão de cidadania ao escritor Milan Kundera na semana passada, em seu apartamento em Paris.

Kundera se encontrou com o primeiro-ministro Andrej Babis no ano passado.

Milan Kundera fugiu da então Checoslováquia comunista e vive na França desde 1975. Ali, escreveu suas obras mais conhecidas, como O Livro do Riso e do Esquecimento, A Arte da Novela e A Imortalidade. Suas obras posteriores, escritas em francês, foram traduzidas para o checo.

O escritor de 90 anos vive virtualmente como um recluso, só viaja para seu país incógnito e jamais fala com a imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.