Enid Blyton é eleita a escritora favorita da Grã-Bretanha

A escritora de best-sellers J.K.Rowling sofreu uma rara derrota literária na terça-feira,quando Enid Blyton ficou em primeiro lugar em uma pesquisa paradescobrir o autor ou a autora mais querido(a) da Grã-Bretanha. Roald Dahl, autor de "A Fantástica Fábrica de Chocolate",ficou em segundo lugar. A criadora de Harry Potter, emterceiro. Blyton vendeu mais de 500 milhões de livros no mundo todo eé mais conhecida pela série "Famous Five", dos anos 1940 e1950, nos quais Julian, Dick, Anne, George e Timmy, o cachorro,derrotam sequestradores e contrabandistas. Os críticos rotulam seus livros como sexistas, racistas esimplistas, mas as histórias de Blyton continuam bastantepopulares, vendendo mais de 10 milhões de cópias por ano. Osleitores deparam-se com um passado de crianças despreocupadas eadultos "bestiais". "Estamos encantados com o fato de que o público britânicoelegeu Enid Blyton a autora mais querida", disse Jeff Norton,diretor de desenvolvimento de marcas da Chorion, detentora dosdireitos de Enid Blyton. "Seu jeito de contar histórias é atemporal e o resultado(da pesquisa) confirma que seus livros ainda são firmesfavoritos até hoje." Com os três primeiros lugares dominados por autoresinfantis, Jane Austen apareceu em quarto lugar e Shakespeare emquinto, enquanto autores como Philip Pullman e Ian Fleming,criador do James Bond, não chegaram à lista dos 50 autorespreferidos. A pesquisa, feita com 2 mil adultos entrevistados nasprimeiras duas semanas de agosto pela One Poll, marca osprêmios Costa Book de 2008. "O que é interessante sobre esta pequisa é como ela reforçaa importância da leitura na infância e demonstra quãoinfluenciados somos na vida adulta pelos autores e livros quelemos quando crianças", disse um porta-voz da Costa. (Por John Joseph)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.