Divulgação
Divulgação

Em dia de Padre Marcelo Rossi, Bienal do Livro do Rio tem recorde de público

Número de visitantes mais do que dobrou nesta quarta da Independência, também por conta do feriado

Roberta Pennafort - O Estado de S. Paulo,

07 de setembro de 2011 | 19h37

RIO - O Padre Marcelo Rossi e o feriado da Independência fizeram dobrar o número de visitantes neste sétimo dia de Bienal do Livro do Rio. O estande da Editora Globo foi o mais procurado, por conta da presença do padre. Autor do best-seller Ágape, com mais de seis milhões de cópias vendidas em um ano, ele autografou mais de 1.200 livros somente nas quatro primeiras horas na feira. O religioso chegou às 11 horas e só deve embora às 21 horas.

 

Da abertura da Bienal, na quinta passada, até esta terça-feira, 6, a Bienal registrara mais de 270 mil visitantes, 45 mil por dia. Só hoje, foram 110 mil, ou seja, 2,4 vezes mais. O estacionamento do Riocentro, o maior do Rio, já estava lotado às 15 horas. Antes da abertura dos pavilhões já havia grande fila do lado de fora. Eram admiradores de todas as idades que queriam um autógrafo e uma foto com o padre. Dez mil pessoas eram esperadas pela editora.

 

 

O feriado teve outra best-seller, a norte-americana Anne Rice, de Entrevista com o Vampiro, que também reuniu uma multidão no fim da tarde, e ainda a escritora infanto-juvenil Thalita Rebouças. A Bienal vai até domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.